Chevrolet joga todas fichas no Agile

Modelo concorrerá em porte e preço com Fiat Punto e Renault Sandero

agile  Chevrolet joga todas fichas no Agile

O lançamento mais aguardado da Chevrolet e talvez o mais importante de 2009, o Agile (pronuncia-se Ágile) chegará ao mercado em outubro com a importante tarefa de demonstrar o que a equipe brasileira de engenharia e design é capaz de desenvolver. O hatchback que você observa nas fotos é o primogênito do Projeto Viva, nova gama de cinco produtos que consumiu investimento de US$ 400 milhões (cerca de R$ 720 milhões) da subsidiária nacional.

A novidade segue a nomenclatura de versões adotada nos EUA e será oferecido nos níveis LT, de entrada, e LTZ, top de linha. Dentre os principais itens de série, o Agile conta com computador de bordo, piloto automático, direção hidráulica e banco do motorista com regulagem de altura. A variante LTZ agrega rodas de liga leve aro 15”, faróis de neblina, MP3 player com Bluetooth e entradas USB e auxiliar, travas e vidros elétricos, alarme, volante com regulagem de altura, banco traseiro rebatível e dianteiro com encosto do passageiro reclinável. Como opcionais para as duas versões estão disponíveis ar-condicionado, airbag duplo, freios ABS e vidros traseiros elétricos. A Chevrolet só divulgará os preços do modelo no lançamento, que ocorrerá entre 4 e 7 de outubro com cobertura completa do Carro Online.

Sabendo que os concorrentes, leia-se Fiat Punto, Renault Sandero e Volkswagen Fox, usam como argumentos de venda o design, o espaço interno e a versatilidade, dependendo do modelo, a Chevrolet tratou de armar seu representante para a briga. O interior do Agile tem 27 porta-objetos e o porta-malas, de 327 litros de capacidade, pode carregar até 1 140 litros de bagagem com os assentos rebatidos. Assim como o Fox, o motorista é colocado em uma altura superior em relação aos hatches convencionais, o famoso ponto H elevado como nas minivans.

Na cabine causa estranheza o ar-condicionado que, apesar de não ser automático, conta com um display digital. O conta-giros também foge do comum e indica a rotação mais alta na sua porção inferior, sentido inverso ao adotado normalmente. A iluminação do painel segue o padrão Ice Blue adotado pela marca.
Pelo menos para o lançamento, o Agile será movimentado pelo motor 1.4 Econo.Flex, que ganhou novo sistema de gerenciamento eletrônico com maior capacidade de processamento e sensores mais eficientes e precisos. A potência é de 102 cv a 6 000 rpm e o torque chega a 13,5 kgfm a 3 200 rpm (ambos com álcool). Quando abastecido com gasolina, os valores do Agile caem para 97 cv e 13,2 kgfm na mesma faixa de rotações. Segundo a fabricante, o hatch acelera de 0 a 100 km/h em 12s5 e atinge 166 km/h com o combustível vegetal.
Você poderá conferir mais detalhes sobre o Chevrolet Agile e um comparativo do modelo com o Fiat Punto e o Renault Sandero na edição de outubro da revista CARRO, que chega às bancas nesta sexta-feira (25).
loading...

Escreva aqui !