Comparativo: Nissan Grand Livina x Palio Adventure x Honda Fit

Nissan Grand Livina x Palio Adventure x Honda Fit
Preços parecidos e propostas familiares tornam os modelos competidores diretos

Nissan Grand Livina  vs Palio Adventure vs Honda Fit

O site webmotors fez os testes, a versão de entrada do Nissan Livina foi lançada no mercado brasileiro no início de 2009. Na época, destacamos que o modelo tinha espaço para conquistar o consumidor, e isso de fato aconteceu. Depois de seis meses, a Nissan ainda apresentou outro reforço para a família, o Grand Livina, que também vingou. Hoje, a família Livina vende por volta de 1.300 unidades ao mês. A minivan é o carro mais vendido da marca japonesa no Brasil. Tudo indica, no entanto, que esse cenário deve mudar até o final do ano, pois o March acabará, naturalmente, ocupando o reinado do modelo familiar.

Reavaliamos recentemente o Nissan Grand Livina na sua versão topo. A ideia foi colocar o modelo diante de três potenciais concorrentes de mercado, embora com perfis bem diferentes. Confrontamos o veículo japonês com o Fiat Palio Adventure e com o Honda Fit. A ideia deste minicomparativo é que o modelo familiar de sete lugares enfrente uma opção mais despojada (Adventure) e outra mais racional (Honda Fit), mas sem perder o propósito daquele comprador que busca o espaço para a família.

Velho conhecido

Apresentar novamente a família Livina seria explorar o espaço da internet à toa. Por isso, vamos destacar alguns dos principais pontos abordados em outras ocasiões.

A primeira vez que o modelo da Nissan ganhou nossas páginas foi em março de 2009. Na ocasião, falamos que a plataforma do recém-chegado começava nos 2,60 m de entre-eixos, herdando a mesma estrutura dos seus “compatriotas de fábrica” Renault Logan e Sandero. Apesar da nossa afirmação, a Nissan fez questão de salientar que a minivan foi elaborada em uma plataforma semelhante à dos Renault, mas com um degrau maior de evolução. Tanto é que a plataforma da Livina é a B0, e não a B que está presente nos franceses.

Após o lançamento do Nissan Livina, fizemos um belo comparativo com o Honda Fit. Foi a primeira vez que colocamos lado a lado as duas minivans de marcas orientais. Na matéria, questionávamos: com a chegada do monovolume equipado com motor Renault, a vida do Fit iria se complicar? Será que o Nissan tinha as armas para desbancar o líder de vendas? O resultado foi um empate técnico.

No início do segundo semestre de 2009, foi a vez da estreia do Grand Livina, versão de sete lugares da minivan que está presente neste comparativo. Na época, dissemos que o câmbio automático, o motor flexível em combustível e o espaço eram as armas do modelo.

Os pontos fracos citados na época continuam presentes no Nissan Grand Livina. Um deles é o fato de o carro não ter regulagem de altura de cinto nem de banco. Já o volante tem a regulagem de altura, mas a ele falta a regulagem de distância.

A última vez que avaliamos o Nissan Grand Livina foi em 2010. Durante o teste, destacamos que o modelo apresentou consumo médio de etanol na estrada de 7,9 km/l, enquanto na cidade o número caiu para 5,6 km/l. Ambas as medições foram feitas com o carro carregado e com ar-condicionado usado em 50% do tempo.

Nissan-Grand-Livina-honda-fit-palio

Grand Livina SL 1.8 Automática enfrenta Palio Adventure e Fit

Para facilitar sua vida, vamos destacar três itens muito importantes na decisão de compra de um pai ou mãe de família. São eles: motor, consumo, porta-malas, espaço para ocupantes e preço. Como vamos trabalhar com três tipos de motor e de câmbio, a brincadeira ficará interessante. Acompanhe os itens e dê peso maior para aquilo que você considera o mais importante.

Motor – O Grand Livina e o Palio Adventure têm propulsores de maior capacidade volumétrica, então é natural que a suas potências sejam superiores às do Honda Fit. O quatro cilindros em linha da marca japonesa oferece 126 cv (etanol) a 5.200 rpm e torque de 172 Nm a 4.800 rpm. Já o propulsor do Palio Weekend oferece 132 cv (etanol) e 185 Nm a 4.500 rpm. O motor do Honda colocado neste comparativo é um modelo 1.5 com 116 cv e 145 Nm de torque.

O motor do Livina trabalha com um câmbio automático que oferece conforto ao rodar e agilidade razoável no dia a dia. Já o Adventure deste comparativo está equipado com transmissão automatizada Dualogic e bloqueio do diferencial, sistema denominado pela Fiat de Locker, que serve para tirar o motorista de algumas pequenas enrascadas aventureiras. O bloqueio só deve ser de algum uso se você roda por estradas irregulares. Ele trava o diferencial na hora em que aquele obstáculo chato deixa uma das rodas patinando. Não acredite que o Locker irá transformar seu familiar em um 4×4 ou SUV. Isso é conversa pra boi dormir. O câmbio Dualogic, por sua vez, é um sistema que substitui a perna da embreagem. Enquanto traz conforto, ele também tem maior custo de reparação e é pouco preciso em manobras. Para quem gosta de aliar o conforto à agilidade, a melhor opção está no câmbio automático de cinco velocidades do Fit. Ele traz movimentação mais precisa e coerente, deixando de lado a esportividade. Se a Adventure oferece o melhor motor, o Honda oferece o melhor câmbio.

Consumo – Com etanol, o Nissan Grand Livina fez 7,9 km/l na estrada e 5,6 km/l na cidade. Na aferição com gasolina, o Nissan fez 8,3 km/l. O Honda Fit fez, no circuito urbano, 7,5 km/l e 12 km/l na estrada. Nas duas situações, o carro estava abastecido com etanol. Neste caso, o Fit mantém a fama de econômico, mesmo quando está equipado com câmbio automático. Infelizmente, não conseguimos medir o consumo do Palio Adventure. Os números declarados pela Fiat pela norma NBR 7024 são de 11 km/l na estrada e 8,3 km/l na cidade, sempre com etanol. Vale lembrar que o Honda Fit teve o melhor número na estrada, quase o mesmo de um carro popular.

 

Levando bagagem para toda a família – Se você se preocupa com o espaço do compartimento de carga, está aí um desafio para qualquer cidadão comum. Neste comparativo maluco, temos também vantagens exclusivas aos modelos. O Nissan Grand Livina leva 123 litros com a terceira fileira levantada e 607 litros com os bancos da última fila rebatidos. Com todos os bancos rebatidos, o volume sobe para 964 litros. A Weekend leva 460 litros e tem a opção de rebater os bancos, totalizando um volume até o teto de 1.540 litros. O Honda Fit tem capacidade para levar 384 litros. Com os bancos rebatidos, o volume de bagagem chega aos 1.321 litros. O Honda tem a vantagem de oferecer piso plano e sistema de rebatimento dos bancos que permite ao usuário carregar objetos mais longos. Ainda assim, o vencedor do porta-malas é o Grand Livina. Afinal, você consegue levar bom volume de carga mantendo o banco traseiro intacto.

Nissan-Grand-Livina-honda-fit-palio-3

Honda Fit é mais caro, mas é econômico; Adventure pode sair de pequenas enrascadas off-road (Divulgação)

Dinheiro no bolso para comprar um carro família

Por um valor sugerido de R$ 62,29 mil, o Nissan Grand Livina oferece os principais equipamentos: ar-condicionado, chave de presença, direção elétrica, vidros e travas elétricas, sistema de som, air bag duplo e ABS com EBD.

Por R$ 63.458, o Fiat Palio Weekend Adventure Locker Dualogic traz os seguinte equipamentos: ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, direção hidráulica, air bag duplo, vidros e travas elétricos e ABS com EBD. Opcionalmente, aplicamos o câmbio Dualogic, os bancos em couro, o diferencial autoblocante (Locker) e o sistema de som.

Por R$ 65,65 mil, o Honda Fit EXL oferece ar-condicionado, air bag duplo, travas e vidros elétricos, som integrado, banco do motorista com regulagem de altura, direção elétrica e ABS com EDB. A versão de topo ainda conta com trocas de marcha no volante.

Conclusão

Se você é um motorista que busca aventuras momentâneas e que não coloca o espaço interno em primeiro lugar, a sua opção é o Fiat Adventure. Se você busca economia de combustível, boa posição de dirigir e espaço condizente, pague um valor mais alto pelo Honda Fit. Agora, se você procura um carro espaçoso e que dá conta de levar muito sem apertos, uma boa opção pelo valor é o Grand Livina.

Grand LivinaAdventureFit
Potência126 cv132 cv116 cv
Torque172 Nm185 Nm145 Nm
Volume607 l460 l384 l
Comprimento4,42 m4,24 m3,90 m
Largura1,69 m1,64 m1,69 m
Entre-eixos2,60 m2,46 m2,50 m
R$62,29 mil63,45 mil65,65 mil
TransmissãoAutomáticaDualogicAutomática
loading...

Escreva aqui !