Ator da novela “Sangue Bom” morre aos 34 anos

Atualizado por em Comentários 0  

“Antonio Firmino estava muito deprimido”, diz cunhada do ator

O corpo de Antônio Firmino, que foi encontrado morto em sua casa na zona norte do Rio de Janeiro, deve ser levado na noite dessa quarta-feira (13) para Minas Gerais. Segundo comunicado divulgado pela família, o enterro está marcado para as 17h dessa quinta-feira (14), no Cemitério Belo Vale, em Santa Luzia, a meia hora da capital mineira. “Ele fez uma propaganda para o cemitério e, além do cachê, ganhou um jazigo e a família decidiu sepultá-lo lá”, explicou Talita Firmino, cunhada do ator.

A morte chocou a família do artista, que soube da notícia pela namorada do ator, Debora Maria, grávida de seis meses. “Pelo muro, ela ouvia ele gemer, ele estava vivo, mas a porta estava trancada. Quando a ambulância chegou e arrombou a porta, o encontrou morto”, relatou Talita, casada com o irmão do ator, Benhur Firmino.

Antonio também é pai de Maria Luiza, de 6 anos, de um relacionamento anterior.

Antonio Firmino  Ator da novela Sangue Bom morre aos 34 anos

“Não se sabe a causa ainda da morte, mas Antonio estava muito deprimido e suspeitamos de suicídio porque ele vem lamentando sobre trabalho há algum tempo”, explicou Talita.

“Ele estava muito feliz com a notícia do filho, queria formar uma família, mas estava instável com as questões profissionais, a falta de visibilidade profissional”, explicou ela. “Antonio estava na Globo, mas não conseguia fazer sucesso, apenas umas participações e estava bem frustrado, em um momento de grande instabilidade emocional”, emendou. “Ele trabalhou nos Correios antes de ser ator e falava: ‘Quando ganhava um salário mínimo, comprei carro e ajudava a família. Agora, que ganho dez mil reais fazendo uma propaganda, não consigo ter nada porque não é um ganho estável porque estou sozinho no Rio, são muitas punhaladas profissionais'”, lembrou a cunhada.

Talita explicou que Antonio Sergio, como é chamado pela família, não fazia uso de drogas. “Ele era um rapaz alegre, todos adoravam, não era usuário de nada. Mas, depois da morte do Chorão, ele começou a falar sobre esses assuntos, falava sobre o possível sentimento dele, o sofrimento interior. Estamos esperando o laudo, mas ele pode ter usado alguma coisa”, opinou Talita.

Há vinte dias, Antonio Firmino esteve em Belo Horizonte, onde se encontrou com a família. Preocupados, a mãe do ator, Maria Piedade, de 65 anos, e o pai, Antonio Firmino, de 68, reuniram os parentes para conversar com o filho. “Quando ele vinha para cá, ficava bem, jogava basquete, fazia academia. Aí, voltava para o Rio e, vinte dias depois, já se descontrolava. Na última vez que ele veio, fizemos uma reunião com o bispo da nossa igreja, falamos para o Antonio que ele podia contar com a gente até mesmo financeiramente. Procuramos um médico que receitou um traquilizante para ele tomar quando sentisse que precisava controlar a ansiedade. Os pais dele são idosos, estão tomando remédio de pressão, muito abatidos, é muita tortura psicológica porque estão se culpando de ter deixado o Antonio voltar para o Rio desse jeito”, lamentou a cunhada.

Links Patrocinados
0

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*
*