Micos na hora do sexo

Todo mundo tem uma história relacionada ao sexo que é inesquecível. E não estamos falando daquelas noitadas maravilhosas, mas, sim, de situações constrangedoras nessa hora que você precisa, no mínimo, de um estímulo para que tudo funcione bem…

Alguns de nossos leitores contam episódios – nada usuais – que lhe aconteceram na cama com uma mulher.

 

Trombada com a cabeceira

Não se trata de uma enxaqueca, não. Bem pior. Luiz*, de 29 anos, foi querer ser sensual, mas não foi muito feliz. “Ela estava deitada e eu, com toda a minha sensualidade, sentei sobre a barriga dela e fui me aproximando do rosto, andando de joelhos”. Ao mesmo tempo, o rapaz foi desabotoando a camisa até que a arrancou.

Muita coisa ao mesmo tempo para pouca coordenação motora… “Quando finalmente consegui, me abaixei para beijar sua boca, mas acho que calculei mal. Dei uma cabeçada na cabeceira da cama tão forte que achei que fosse desmaiar”, conta ele. “Tentei continuar, mas ela caiu na gargalhada…”

Sono na hora H

Ok, ok… O coitado do Rafael*, de 27 anos, pode não ser o homem mais sensual desse universo, mas não é para tanto. “Eu estava na cama com a minha namorada da época, que tinha acabado de chegar do trabalho. Comecei a beija-la e, de repente, senti que ela deu um suspiro mais forte e estava com a boca parada”. Sim, ela dormiu. E não foi pouco, não. “Abri um refrigerante e esperei ela acordar. Ela levantou toda assustada, querendo começar de novo, mas já era tarde demais…”

Gostosa e com mau hálito

“Uma vez, recebi em casa uma mulher bem gostosa, mas que não era muito bonita. Até aí, tudo bem. O problema é que ela tinha um certo mau hálito”, conta Rodrigo, de 27 anos. “Transamos e eu evitei beija-la. Quando ela foi embora, escrevi um torpedo para um amigo dizendo: ‘ela veio, mas quase não beijei. Nojinho…’”.

O problema é que, ao enviar, uma pequena confusão aconteceu… “Mandei, sem querer, a mensagem de texto para o celular dela. Acho que ainda não tinha dado tempo nem de ela descer do elevador. Apaguei tudo no apartamento e fiquei bem quieto. No dia seguinte, pela internet, tive que inventar uma desculpa muito esfarrapada.”

Sintonia errada

Sérgio*, que tem 30 anos, quase perde a namorada durante uma transa no motel. “Ela não era muito craque em sexo oral. Eu estava deitado na cama, enquanto ela fazia todo esforço para me dar prazer, e eu, enquanto isso, estava quase caindo da cama tentando sintonizar outra rádio naqueles botões que ficam presos ao lado da cama”. Claro que ela não gostou. “Quando ela percebeu, levantou, colocou a roupa e quis ir embora na hora.”

Sai, Rex!

Deitado sobre a coitada, João*, 31, nem percebeu que havia uma plateia nos pés da cama. E, pior, que queria participar. “No meio da transa, meu cachorro estava lambendo e mordiscando o dedo do pé da menina, e eu nem vi. Reparei que ela estava com uma cara meio estranha, mas não dei muita bola”. Até que ela resolveu se manifestar. “Não sei o que deu nele aquele dia… Morri de vergonha e espantei o cachorro, que voltou umas mil vezes, pois meu apartamento não tem porta no quarto.”

Vergonha alheia

Numa transa casual, Wilian*, de 33 anos, se esforçou muito para agradar a parceira. E conseguiu. “Ela chegou ao orgasmo e, então, era a minha vez”. A gentil mulher quis auxiliar Wilian, mas não escolheu a melhor maneira. “A menina começou a falar coisas ridículas, do tipo ‘vai, meu macho, quero ver você urrar que nem um animal…’”. E daí para pior, porém, as frases são realmente impossíveis de serem reproduzidas aqui. “Ainda por cima falava com sussurros, esfregava o próprio corpo e lambia os dedos”, lembra ele, gargalhando. “Quanto mais ela falava, mais eu ia desanimando. Não via a hora de acabar com aquilo, pois estava com muita vergonha por ela.”

loading...

Escreva aqui !

Comentário

  • passei por uma situação engraçada estava tranzando comum cara super gato mais velho e super bom de cama rs ele nunca me deixa trabalhar e eu fico meio sem jeito por isso é fui tentar retribuir.. esqueci que estava com um trident na boca que eu havia misturado com chocolate e pedi pra chupalo ele aceitou eu fui de boca quando tirei o penis da boca eu vi o chiclete bem na cabeçinha tentei disfarçar e tirar mas o chiclete começou a grudar e a esticar por causa da mistura hua hua hua nossa a cara dele o pau chega amoleceu ele foi direto pro banheiro tentar tirar deu um trabalho.. o pior é que eu tbm fiquei com os dedos grudados rsrs