Como calcular o acerto trabalhista

Tire suas dúvidas sobre como calcular o seu acerto trabalhista

Como calcular o acerto trabalhista  Como calcular o acerto trabalhistaConseguir um bom emprego, uma boa qualificação profissional e um salário compatível com a sua profissão são sonhos da maioria dos trabalhadores. Nem sempre é fácil encontrar um local que se adéqüe as suas necessidades e exigências, por isso se você trabalha em um ambiente que não te agrada, ou que você não agrada, a demissão é um fato certo. Entretanto, preste atenção, pois ao sair de um trabalho é preciso calcular o acerto trabalhista de todo o período em que você permaneceu trabalhando nesse local.

O acerto dos direitos trabalhistas se dá pelo fim da relação entre empregado e o empregador sabendo que um tem deveres com o outro. Quando se sai de um trabalho o funcionário tem direito de receber diversos benefícios e taxas como possíveis férias, salários, horas extras e décimo terceiro. A quantia que cada empregado deve receber varia conforme o tempo que ele permaneceu trabalhando para aquela empresa.

O calculo desse valor geralmente é feito pela própria empresa, mas é preciso estar atento aos números para não ser enganado, ou que deixem de pagar alguns benefícios que você tem direito, mas que não sabe. Por isso é recomendado saber sempre o quanto deve receber em caso de demissão, pois, além de garantir seus direitos, você poderá se prevenir e controlar seus gastos no período que ficar desempregado. Procure guardar papéis do trabalho, colocar data em coisas que assina, guardas cópias de documentos e atestados médicos, não assinar nada sem ler atentamente, e buscar um contador para sempre manter os cálculos atualizados. Se você não puder contar com um existe um site que pode ajudar você a fazer esse cálculo (http://www.calculoexato.com.br).

Depois de calcular todos os acertos trabalhistas que você deve receber e perceber que nem tudo foi pago devidamente, busque um acordo com seu antigo emprego, muitas vezes os cálculos são feitos indevidamente e podem gerar erros. Antes de buscar um advogado, ou o sindicato da sua categoria procure dialogar, pois isso pode facilitar todo o árduo processo de recorrer à legislação trabalhista. Se mesmo assim o acordo não for feito, procure um advogado e o sindicado para que eles possam encontrar a solução para o seu problema. E lembre-se de sempre ter o controle dos seus direitos, pois somente você pode lutar por eles.

Por Thássia Moro

loading...

Escreva aqui !

4 Comentários

  • oi gostaria de saber quanto devo receber em meu acerto!! trabalhei do dia 06/03/12 ao dia 06/07/12 meu salario era de 750,00, aviso previo indenizado e demissao sem justa causa!!!! me ajudem a calcular

    bjos grata
    att…

  • Markuos, a resposta é SIM, é crime, sim. Por mais que vc inteprete que o garoto é maduro, é independente etc,, ele é um adolescente e vc é um adulto (aliás, em plena idade adulta!), sendo assim, a lei não tem condescendência com esse tipo de relacionamento, não… O crime chama-se “estupro de vulnerável”… por mais forte que seja esse nome, é o que a lei diz para relações desse tipo, portanto, adie seus planos até o garoto completar a maioridade, pois, se não tiver essa paciência (coisa de adulto, veja só!), vc vai ter problemas sérios, muita despesa, muita dor-de-cabeça e poderá amargar um tempinho na cadeia (imagine o tratamento que vc terá lá dentro, dos outros presos)… então, respeite o tempo que esse menino precisa para amadurecer mais um pouco, período pelo qual vc já passou faz muito tempo… cada coisa tem a sua época e o seu tempo de maturação, mais ainda os adolescentes… mostre a sua maturidade, de adulto, e dê a esse menino pelo menos mais 2 anos….

  • Ola bom dia..
    Eu estou namorando um rapaz de 16 anos e dois meses,e os pais dele sao contra mais esse rapaz nao mora com os pais nao mora na casa de amigas, os pais dele disse que e crime por eu ser ter mais de 30 anos..ele ainda e menor nao responde por ele . e vao donunciar a gente . existe algum crime..? Obrigado!!