Autora de Os Dez Mandamentos diz: “Gosto de Jesus, mas não de religião”

Evangélica, autora de Os Dez Mandamentos diz: “Gosto de Jesus, mas não de religião”

A escritora Vivian de Oliveira, autora da novela Os Dez Mandamentos, falou recentemente sobre o sucesso de seu trabalho na TV Record e afirmou que, apesar de estar em seu quarto trabalho ligado à Bíblia, não gosta de religião.

Vivian, 44 anos, casada, mãe, é formada em publicidade e foi criada no cristianismo. Na infância, era levada pelos pais à Igreja Adventista. Na juventude, flertou com outras vertentes, como o catolicismo e o espiritismo, mas encontrou paz no protestantismo da Igreja Nova.

Vivian de Oliveira  Autora de Os Dez Mandamentos diz: Gosto de Jesus, mas não de religião

Vivian de Oliveira

Em entrevista concedida ao jornalista Leo Dias, do jornal O Dia, ela falou sobre seu trabalho de adaptar o texto bíblico para uma produção de dramaturgia, e disse que o processo “foi fácil”.

No âmbito pessoal, Vivian de Oliveira confessou que as questões burocráticas da religião não a atraem: “Sempre fui [evangélica]. Minha família é adventista. Quando eu nasci, era adventista. Na minha adolescência, meus pais deixaram a igreja e eu continuei buscando. Fui para o catolicismo, para o espiritismo… Estava buscando Deus mesmo. Quando fui fazer intercâmbio nos Estados Unidos, a família que me recebeu era protestante. Conheci a igreja e fiquei encantada. Eu não gosto de religião… Sou apaixonada por Jesus. Não gosto dessas proibições que nem existem na Bíblia”, frisou.

Questionada sobre como faz para conciliar a fé em Jesus e o desapego pelas igrejas, Vivian simplificou: “Eu gosto de Jesus, mas Ele mesmo não veio para pregar religião. Jesus veio para pregar o amor, a doação, a entrega… Muitas vezes, o homem distorce”, resumiu.

Sobre a novela, a autora disse que já esperava o sucesso alcançado. Na última sexta-feira, 11 de setembro, pela primeira vez uma produção da Record venceu uma novela das 21h00 da Globo.

“Em São Paulo deu 20 pontos de média. Era o que eu esperava mesmo […] porque a história é muito boa!”, concluiu.

Fonte gospelmais

loading...

Escreva aqui !