Ex-bateirista do Kiss faz campanha contra câncer de mama masculino

Peter Criss se tratou da doença em 2008.

Peter Criss se tratou da doença em 2008.
‘Faça os exames. Você não vai perder a masculinidade’, aconselha.

Peter Criss“Sou o homem mais sortudo do planeta”. A frase é de Peter Criss, ex-baterista do Kiss em entrevista para a rede norte-americana CNN. O músico está em campanha para alertar os homens dos EUA sobre os riscos do câncer de mama, e conta como descobriu e se tratou contra a doença.

“Quando eu vi um caroço no meu peito eu pensei, ‘Jesus, o que é isso?’”, lembra Criss, ou melhor, George Peter John Criscoula, nascido em 1945. Ele foi diagnosticado com câncer de mama – os homens têm tecido mamário e podem desenvolver esse tipo de câncer também – e fez uma cirurgia para retirar o nódulo.

“Eu fiquei louco. Não conseguia acreditar, achava que era um pesadelo”, conta. “Eu esta com raiva de tudo, não conseguia acreditar que eu tinha isso”. O câncer foi removido em março de 2008 após uma cirurgia, e o músico não voltou a apresentar sintomas da doença.

Ele está ajudando na campanha contra o câncer de mama nos EUA, aconselhando os homens a fazer o auto-exame para evitar problemas maiores com o câncer. “É realmente importante”, diz. “Faça os exames. Você não vai perder a sua masculinidade”.

Criss foi baterista do Kiss entre 1973 e 1980, voltou para a banda durante uma reunião em 1997 e saiu do grupo novamente em 2004. Atualmente está trabalhando em um disco solo e escreve uma autobiografia.

loading...

Escreva aqui !