Príncipe saudita planeja construir a torre mais alta do mundo

Atualizado por em Comentários 0  

O bilionário saudita, príncipe Alwaleed bin Talal, revelou hoje, dia 2, seus planos para construir a torre mais alta da Terra na cidade portuária de Jedá, no Mar Vermelho, por um valor equivalente a US$ 1,23 bilhão com o Bin Laden Group. A torre está planejada para ter mais de mil metros de altura e demorará algo em torno de cinco anos para ficar pronta, porém, o príncipe Alwaleed declarou que a torre passará essa altura e a altura final da torre é um segredo bem guardado. Eu tenho que admitir que nunca entendi o mundo árabe muito bem. Sheiks conseguem milhões de bilhões de dólares com a venda de petróleo para o mundo, mas ao invés de investir o dinheiro conquistado com a venda de petróleo em algo mais útil à humanidade, ou pelo menos à seus povos, já que muitos desses sheiks do petróleo são príncipes ou reis, eles investem na construção de torres no meio do nada, praticamente para ninguém, para mostrar ao mundo que eles podem? Veja o que o príncipe, idealizador do projeto, declarou: “A construção desta torre em Jedá envia uma mensagem econômica e financeira que não deve ser ignorada”. “Tem uma profundidade política nisso de dizer ao mundo que nós, sauditas, investimentos em nosso país.” Ok, a torre pode mostrar que os sauditas tem muita grana, mas que progresso essa torre vai trazer ao povo de Jedá? Ao povo da Arábia, como um todo? Esse príncipe com certeza vê algo em super torres que eu não vejo. Talvez, quem sabe, investir em escolas e faculdades modernas, para concorrer com as faculdades do ocidente, mostraria ao mundo que além de dinheiro, os sheiks árabes também tem cérebro e usam ele para algo útil. A torre pode trazer milhões de dólares de turistas riquinhos que só aparecem nas temporadas de férias, mas será que uma faculdade, abrigando milhares de estudantes por 5 anos e gerando, no final desse tempo, profissionais para trabalharem em suas petrolíferas gigantescas, por exemplo, não traria mais retorno? Político é tudo a mesma porcaria, daqui, até as arábias. Para fazer obras faraônicas, sem valor real, dinheiro é o que não falta. Mas para dar educação ao povo, dinheiro não existe, dinheiro é conto de fadas, não?! Sabe-se lá o que pode acontecer caso um povo que saiba se organizar se revolte contra o poder dos sheiks, não é verdade?! Vamos deixá-los burros e dar à eles torres gigantescas que a maioria deles só poderá entrar como empregado, e olhe lá. Por Jeferson dos Santos Oliveira (JefersonOliveira90)

O bilionário saudita, príncipe Alwaleed bin Talal, revelou hoje, dia 2, seus planos para construir a torre mais alta da Terra na cidade portuária de Jedá, no Mar Vermelho, por um valor equivalente a US$ 1,23 bilhão com o Bin Laden Group.

A torre está planejada para ter mais de mil metros de altura e demorará algo em torno de cinco anos para ficar pronta, porém, o príncipe Alwaleed declarou que a torre passará essa altura e a altura final da torre é um segredo bem guardado.

torre620Eu tenho que admitir que nunca entendi o mundo árabe muito bem. Sheiks conseguem milhões de bilhões de dólares com a venda de petróleo para o mundo, mas ao invés de investir o dinheiro conquistado com a venda de petróleo em algo mais útil à humanidade, ou pelo menos à seus povos, já que muitos desses sheiks do petróleo são príncipes ou reis, eles investem na construção de torres no meio do nada, praticamente para ninguém, para mostrar ao mundo que eles podem?

Veja o que o príncipe, idealizador do projeto, declarou:

“A construção desta torre em Jedá envia uma mensagem econômica e financeira que não deve ser ignorada”. “Tem uma profundidade política nisso de dizer ao mundo que nós, sauditas, investimentos em nosso país.”

Ok, a torre pode mostrar que os sauditas tem muita grana, mas que progresso essa torre vai trazer ao povo de Jedá? Ao povo da Arábia, como um todo?

Esse príncipe com certeza vê algo em super torres que eu não vejo. Talvez, quem sabe, investir em escolas e faculdades modernas, para concorrer com as faculdades do ocidente, mostraria ao mundo que além de dinheiro, os sheiks árabes também tem cérebro e usam ele para algo útil. A torre pode trazer milhões de dólares de turistas riquinhos que só aparecem nas temporadas de férias, mas será que uma faculdade, abrigando milhares de estudantes por 5 anos e gerando, no final desse tempo, profissionais para trabalharem em suas petrolíferas gigantescas, por exemplo, não traria mais retorno?

Político é tudo a mesma porcaria, daqui, até as arábias. Para fazer obras faraônicas, sem valor real, dinheiro é o que não falta. Mas para dar educação ao povo, dinheiro não existe, dinheiro é conto de fadas, não?! Sabe-se lá o que pode acontecer caso um povo que saiba se organizar se revolte contra o poder dos sheiks, não é verdade?! Vamos deixá-los burros e dar à eles torres gigantescas que a maioria deles só poderá entrar como empregado, e olhe lá.

000_nic598534

Por Jeferson dos Santos Oliveira (JefersonOliveira90)

Links Patrocinados
0

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*
*