Vídeo – Mulher sendo decapitada no Facebook

Facebook mostra vídeo de mulher sendo decapitada e não o retira do ar, assista ao vídeo

 Mulher sendo decapitada no FacebookUm vídeo que mostra uma mulher sendo decapitada, publicado na tarde desta sexta-feira (26) por um usuário brasileiro do Facebook, está causando polêmica nas redes sociais por seu conteúdo violento. Mesmo após ser denunciada, a gravação não foi retirada do ar pela rede social.

Com duração de 59 segundos, o vídeo mostra uma mulher ajoelhada, de mãos atadas e de frente para a câmera.

Ela é segurada pelos cabelos por um homem de boné branco e que usa um capuz preto sobre o rosto.

O usuário que publicou o vídeo não indica o local nem a data de gravação. No entanto, é possível notar o carrasco falando espanhol e dizendo a palavra “Zetas”.

“Los Zetas” são um grupo mexicano de narcotraficantes, conhecido por perseguições, massacres e execuções violentas, dentre elas a decapitação.

Além do México, o grupo também atua em países da América Central, como a Guatemala.

O que pode e o que não pode

Segundo os termos de direito e responsabilidades do Facebook, a rede social está autorizada a remover qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais de alguém. Os usuários estão proibidos ainda de publicar conteúdo que “contenha discurso de ódio, seja ameaçador ou pornográfico; incite violência; ou contenha nudez ou violência gráfica ou desnecessária”.

Facebook não retira vídeo do ar

A assessoria de imprensa do Facebook no Brasil já está sabendo do vídeo desde o final da tarde de hoje. No entanto, até a publicação desta reportagem, a gravação ainda não tinha sido retirada do ar.

Segundo comunicado oficial da empresa, por meio de sua assessoria, “as pessoas estão compartilhando este vídeo para condená-lo”.

É vedado também aos usuários publicarem conteúdo que “infrinja ou viole os direitos alheios ou a lei”, informações financeiras confidenciais de ninguém no Facebook e que contenham quaisquer atos ilegais, equivocados, maliciosos ou discriminatórios.

Nota eviada pelo Facebook: “As pessoas estão compartilhando este vídeo para condená-lo. Da mesma forma como programas jornalísticos na televisão usam imagens inquietantes mostrando atrocidades, as pessoas podem compartilhar vídeos inquietantes no Facebook com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre ações ou causas. Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem”.

 

Links Patrocinados
Posts relacionados
2
  1. vcs tem que ve isso….

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*
*

Termos mais buscados
    • mulher decapitada no méxico
    • mulher sendo decapitada

    • Vídeo mulher decapitada
    • video mulher sendo decapitada
    • mulher sendo decapitada no mexico