Alergias infantis – Como tratar alergia em crianças?

Sempre tossindo, sempre cansado, não consegue correr, se coça muito, está sempre gripado, tem que tomar antibiótico muitas vezes, acorda sempre com sono… Será que isto acontece com seu filho? Será que é alergia? Descubra agora.

alergia infatil  Alergias infantis   Como tratar alergia em crianças?

As doenças alérgicas respiratórias (rinite e asma) e a dermatite atópica são as manifestações de alergia mais frequentes na criança. Em muitos casos, estas doenças coexistem. A maioria dos asmáticos tem rinite, quase metade das crianças com rinite podem ter ou vir a sofrer de asma, e mais de metade das crianças com dermatite atópica podem vir a desenvolver asma ou rinite.

No entanto, apesar de estas doenças alérgicas serem muito frequentes, a falta de diagnóstico é freqüente e consequentemente, a ausência de tratamento.

As alergias afetam as crianças desde a primeira infância, acentuando-se na idade escolar. A rinite é a manifestação alérgica mais frequente. Mais de 25% das nossas crianças em idade escolar têm sintomas atuais de rinite. E 10% têm ao mesmo tempo queixas oculares de conjuntivite. A asma afeta 10 a 15% e a dermatite atópica mais de 10% das crianças em idade escolar.

Como diagnosticar as alergias infantis?

Caracterizadas por coceiras, vermelhidão e dificuldade de respirar, as alergias não têm cura, mas podem ser controladas depois de um bom diagnóstico. Só que, em crianças e bebês, definir uma alergia não é tarefa simples, já que muitas vezes os sintomas são confundidos com outras doenças.

O diagnóstico é fundamentalmente clínico. As crianças com menos de três anos não têm o sistema imunológico amadurecido e às vezes é um desafio diferenciar uma irritação passageira de um processo alérgico. Bebês e crianças ainda têm os órgãos imaturos e estão mais suscetíveis aos agentes externos, por isso sofrem mais com alergias.

Os testes cutâneos, a que as crianças aderem com entusiasmo e interesse, encontram-se na primeira linha, mas não são fundamentais para a abordagem inicial. Algumas análises e estudos da função respiratória estão indicados em várias situações de doença. Na suspeita de que seu filho sofre de alergia, contate seu médico.

Alergias alimentares

As alergias alimentares também atrapalham muito a vida das crianças. Morango, melão e maçã, além da soja, do trigo, do leite e do ovo, geralmente são os principais culpados. As alergias alimentares podem surgir na hora – como coceiras, inchaço, queimação vermelhidão ao redor da boca e irritação cutânea – ou horas e até dias depois, na forma de dermatite atópica, cólicas e diarréia.

Muitas vezes, as alergias alimentares são confundidas com picadas de insetos e podem piorar caso a criança tome um remédio para outro problema. Em caso de suspeita de alergia a um alimento, tire-o do cardápio até os sintomas desaparecem.

Crianças com alergias respiratórias como asma e rinite alérgica costumam ser mais sensíveis a certos alimentos e o cuidado com sua alimentação deve ser redobrado. Felizmente, a alergia alimentar costuma passar depois que a criança cresce.

loading...

Escreva aqui !

3 Comentários

  • eu tenho 09 anos e tenho alegia na boca como eu faço pra curar?? ta muito feia eu não quero ir pra escola me ajuda? em nome de jesus amem!?!?!?!

    • Olá tbm tenho um filho de 10 anos que tem alergia e esta todo vermelho na boca e feio sim, tbm estou correndo atrás de mais informação que possa ajudar, já levei em todos médicos e não acham o que meu filho tem. Não fique triste, faça igual meu filho, quando tirarem sarro de vc , vc tbm faça igual achando um defeito deles e aponte.. assim ninguém mais vai ficar falando.