Males da masturbação

Tire suas dúvidas e descubra os males e bens da masturbação

Males da masturbação

Masturbação faz mal à saúde? 

Não. “Masturbação não faz mal nenhum”, afirma o médico Fernando Almeida, professor de urologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). E isso é verdade tanto para homens quanto para mulheres. “Do ponto de vista médico, não existe qualquer problema”, afirma a ginecologista Arlete Gianfaldoni, médica assistente do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Então, esqueça aquele papo de que “masturbação causa espinha”, “masturbação engorda”, “masturbação causa infertilidade” ou “masturbação deixa impotente”. Nada disso é verdade. E não tem como ninguém no mundo saber se você se masturba. A prática não deixa nenhuma “sequela”, nenhuma marca que possa ser reconhecida por outras pessoas. Não importa quantas espinhas você tenha no rosto, não há como ninguém saber se você se masturbou ontem à noite.

Recentemente, alguns estudos mostraram um possível elo entre jovens que ejacularam (tanto em relações sexuais quanto na masturbação) mais que a média e um índice mais elevado de câncer de próstata na terceira idade. Mas isso NÃO quer dizer que a masturbação aumente o risco de câncer. Na verdade, as duas coisas são resultado de um terceiro elemento: a testosterona, o hormônio masculino. O câncer de próstata está ligado à testosterona em excesso – e homens com testosterona demais tendem a se masturbar mais também. Viu? Sem perigo.

“Provavelmente não existe relação de causa nenhuma entre uma coisa e outra. Ainda não há comprovação”, explica Almeida. Tanto que, nesta semana, um estudo divulgado em uma revista científica britânica especializada em urologia mostrou o efeito exatamente oposto: homens acima dos 50 anos que se masturbam com frequência podem, na verdade, ser protegidos contra o câncer.

Ou seja, não só a masturbação não faz mal, como pode fazer bem. Inclusive para a vida sexual — de ambos os sexos. “Se tocar é parte do processo de se conhecer. Quem se conhece, tem mais prazer. Sabe onde deve ser tocado para sentir prazer. Isso é muito importante para a atividade sexual”, afirma Arlete.

Só vale um alerta se a pessoa não conseguir controlar a vontade. “Não existe uma quantidade de vezes ‘normal’ para uma pessoa se masturbar. Cada caso é único. Mas vale a regra: se está atrapalhando a sua vida, se você se sente mal ou culpado ou qualquer coisa, vale procurar ajuda médica”, indica a ginecologista. Fernando Almeida concorda. “Masturbação não causa mal nenhum, desde que não seja algo compulsivo. Se a pessoa para de ter uma vida social ou só consegue pensar nisso, pode ser interessante procurar um médico”, aconselha.

Outro alerta importante é com os “acessórios”. “O mais adequado é usar aquilo que todos nós temos: mãos e dedos. Assim você se explora sem maiores riscos”, orienta a Arlete Gianfaldoni. “Não é nada raro em um Pronto Socorro receber pacientes que se feriram gravemente tentando a masturbação com algum objeto. É preciso muito cuidado”, aconselha.

Impotência e Ejaculação Precoce : Masturbação?

Quando nos enfocamos no reino vegetal e tomamos como exemplo o limoeiro, afirmamos que colhendo da arvore antes de desenvolver-se, ou seja sem permitir amadurecer as suas primeiras sementes, atrofiávamos a vida dessa árvore. O mesmo acontece no reino animal, daí o cuidado dos médicos veterinários. No ser humano acontece o mesmo, se o varão entra no abuso sexual com prostitutas, animais ou com o vício terrível da MASTURBAÇÃO antes dos 21 anos, antes que amadureçam completamente suas sementes ou espermatozóides, isto vai atrofiar seu desenvolvimento sexual-endócrino, isto lhe trará consequências para toda a vida. Ao não desenvolver-se o centro sexual, em forma normal, pela masturbação e o abuso sexual, aos 35 anos o depósito da energia sexual começa a escassear e isto irá afectar não somente às gónadas mas todo o seu organismo. Todos os sistemas: circulatório, digestivo, endócrino, nervoso, etc., sofrem com o desgaste e desenfreio sexual e aos 35 anos acaba-se a juventude e inicia-se a velhice que termina na IMPOTÊNCIA, dirigindo-se a passos gigantescos até ao cemitério. A degeneração sexual corre paralela com o desenvolvimento de enfermidades orgânicas, alterando o sistema nervoso-cérebro-espinal, o simpático, o parasimpático e as glândulas de secreção interna.

A masturbação como vício solitário, estimula a FANTASIA ERÓTICA que origina com o tempo rechaço à mulher (ou vice-versa), esgotamento cerebral e impotência sexual.

SAMAEL AUN WEOR afirma no capítulo “Sexualidade Normal” do seu livro MATRIMONIO PERFEITO: “A FANTASIA SEXUAL (ou erótica) produz impotência do tipo psico-sexual. Essa classe de doentes tem erecções normais, são homens aparentemente normais, mas no instante em que vão realizar a conexão do membro e a vulva, a erecção cede perdendo rigidez o falo, ficando no mais horrível estado de desesperação. Eles têm vivido uma fantasia sexual que nada tem a ver com a realidade, então ficam confusos e não são capazes de responder à realidade como é devid.

A impotência psico-sexual é a tragédia mais espantosa que pode afligir aos homens e às mulheres fanáticas ou as pessoas do tipo puramente racional.

Quando o jovem se masturba não lhe importa o tempo e perde a energia sexual muito rapidamente. Isto vai originando a um nível psicológico a EJACULAÇÃO PRECOCE. Ademais a masturbação produz dilatação dos esfíncteres aumentado ainda mais a EJACULAÇÃO PRECOCE.

A Melatonina é a hormona da eterna juventude, directora e governadora absoluta do processo de envelhecimento. É produzida abundantemente na juventude e decresce a partir dos 25 anos. O jovem masturbador esgota a melatonina atrofiando a glândula pineal, diminuindo seu campo magnético e levando-o por um processo rápido de envelhecimento.

A fornicação não é somente física, existe também fornicação nos mundos mental e astral. Aqueles que se ocupam em conversações do tipo luxurioso, aqueles que lêem revistas pornográficas, aqueles que assistem nas salas de cinema onde exibem películas eróticas. Essas pobres pessoas utilizam o material mais fino e delicado do sexo, gastando-o miseravelmente na satisfação das suas brutais paixões mentais. O ser humano deve aprender a viver sexualmente.

Como evitar a masturbação?

Como faço para não continuar a masturbar-me?Antes de tudo te comentamos que no centro Anael têm chegado muitos jovens que se masturbavam e todos venceram. Por que não tu?Deves aprender a eliminar esse EU da masturbação com as ideias-chave que entregamos no Despertar da consciência . Não as chegaste a ler? pois termina de ler estes artigos e corre a fazê-lo…Aprende estas ideias-chave e utiliza-as cada vez que O EU queira manifestar-se. No início pode resultar um pouco difícil, mas, verás que logo te será muito fácil controlá-lo e eliminar o vício. Quando alguém que se masturba seguidamente deixa de fazê-lo, começa a sentir uma força física, anímica e mental que lhe serve para enfrentar a vida sem temores e eliminar por completo este vício.
Aos interessados em conhecer o exercício de Transmutação de solteiros (para evitar as poluções nocturnas), convidamos a praticar o Pranayama Egípcio.Recomendações:

Manter uma mente sã: Evita a pornografia, as piadas com duplo sentido, as amizades vulgares, os jogos de mão luxuriosos, etc.
Não usar roupa interior apertada.
Não comer em excesso carne vermelha, etc.

 A masturbação acaba com o desejo na hora do sexo?

Não, muito pelo contrário. “Desejo sexual não ‘gasta’”, garante Fernando Almeida. “Não importa quantas vezes você se masturbe, não vai haver qualquer redução na libido”, afirma o urologista.

É claro que aí também cabe o bom senso. “A não ser que um rapaz se masturbe e queira ter uma relação sexual minutos depois. Daí, realmente, não vai dar. Precisa esperar um pouco”, orienta Almeida.

Para as meninas, no entanto, não há limites. O organismo feminino não tem aquele “tempo de espera” que o masculino exige entre um orgasmo e outro. Isso por que mulheres não ejaculam. Enquanto eles precisam repor o “estoque”, elas já estão prontas para outra logo em seguida. Assim, a masturbação pode não apenas não diminuir o desejo, como aumentá-lo.

O ato de se masturbar também ajuda na liberação de fantasias sexuais. “Psicologicamente, é muito bom. A pessoa ‘vivencia’ as coisas que gosta em sua cabeça. Não fica reprimindo, guardando isso”, explica a ginecologista Arlete Gianfaldoni. O resultado? Mais desejo.

Quem tenta economizar nos toques para ter fogo na cama pode, então, estar cometendo um erro bem grande. “Na verdade, a abstinência de masturbação é que parece atrapalhar mais o prazer na relação sexual a dois”, afirma Arlete. “Quem se masturba conhece melhor o próprio corpo. Logo, é mais confiante sobre o sexo e isso diminui a ansiedade na hora da relação”, garante a médica. Resultado, de novo? Mais prazer.

Links Patrocinados
Posts relacionados
207
  1. PECO MAS ESCLARECIMENTOS ACERCA DAS CONSEQUENCIAS FISICAS DA MASTURBACAO

  2. estou passando por momentos dificeis na vida e acabei me entregando a este vicio e já estou ficando com medo,por favor me ajudem a deixar este vicio de masturbar por fvr

  3. Sou homem, hetero e tenho 74 anos. Comecei a me masturbar aos 9 para 10 anos sempre com orgasmos secos começando a ejacular somente aos 11 anos. Sempre tive uma vida sexual intensa com esposa, amigas e até prostitutas. Sou voyeur e gosto de me masturbar olhando para mulheres não necessariamente nuas. Já me masturbei olhando para pés femininos, um dos pontos de meu interesse. Nunca tive qualquer problema na relação dita normal devido a estes hábitos, muito pelo contrário. E verdade que fui diagnosticado aos 71 com câncer de prostata e fiz tratamento por braquiterapia há 3 anos,estando aparentemente sob controle. Concordo com a opinião de que o excesso de testoterona concorre para o aparecimento da doença em épocas de idade mais avançada como no meu caso. Se pudesse voltar no tempo gostaria de ter de novo aquele desejo irreprimível e aquelas inesquecíveis ejaculacoes brancas e abundantes que em diversas medidas quase alcançavam os 8 centímetros cúbicos. Como deve dar para perceber sou da área de exatas e orgulhoso ex tarado rsrs. Atualmente continuo aos 74 com os mesmos hábitos de forma mais atenuada. Minha única grande tristeza e ter voltado aos orgasmos secos da meninice desde que minha prostata foi provavelmente fibrosada pelo implante de sementes radioativas. Isto sem prejuízo para a intensidade do orgasmo que continua intenso apesar de seco. Ainda consigo erecoes rígidas quando bem excitado. E verdade que na juventude bastava o balanço ou sacolejo do veículo onde estivesse para ficar de prontidão. Quantas vezes ao caminhar por acaso, atrás de uma mulher sexy na rua fiquei em estado pre ejaculatorio babando a cueca até sentir escorrer pela coxa. O que narrei não e imaginado e faz parte de minhas saudosas recordações.

  4. Eu me masturbei sem controle em algumas épocas da adolescência. Hoje aos 28, tenho desde os 26 dificuldade em chegar ao orgasmo nas relações sexuais. Isso tem jeito?

  5. E o pior é que fico com isso preso pra mim, pois as pessoas não tem a palavra certa que eu preciso… preciso muito de ajuda…

  6. Eu literalmente preciso de ajuda! Acho que o meu ato de se masturbar é compulsivo. É uma dependência, eu tento me livrar disso e quando penso que não, é do nada… E as vezes me masturbo sem nem tá afim, só pra sentir aquele prazer e pronto… Fico muito chateada com isso, tenho medo disso interferir meu relacionamento, não sei se porque nunca transei… Também nunca conversei com ninguém sobre isso (as pessoas só fazem julgar)… Eu pratico o ato e depois me arrependo (choro), com medo, sabendo que aquela não é a minha realidade e nem quero que seja (da forma que imagino), isso atinge muito meu psicológico… EU PRECISO DE AJUDA!

  7. Eu acho que a masturbação em EXCESSO pode sim prejudicar o emocional/psicológico do indivíduo uma vez que ele pode ficar condicionado ao sexo solo e consequentemente terá dificuldades em fazer sexo real, pois as duas modalidades são muito diferentes “fantasia x real”. Mas tudo vai depender do contexto psicológico do indivíduo. E como já foi dito, qualquer coisa em excesso faz mal, então concluo que: Quando torna-se uma compulsão, a masturbação pode ser muito prejudicial.
    Para quem não é viciado deixo um link de um ótimo site adulto:

    http://adegadoshentais.blogspot.com.br/

  8. Eu acho que a masturbação em EXCESSO pode sim prejudicar o emocional/psicológico do indivíduo uma vez que ele pode ficar condicionado ao sexo solo e consequentemente terá dificuldades em fazer sexo real, pois as duas modalidades são muito diferentes “fantasia x real”. Mas tudo vai depender do contexto psicológico do indivíduo. E como já foi dito, qualquer coisa em excesso faz mal, então concluo que: Quando torna-se uma compulsão, a masturbação pode ser muito prejudicial.
    Para quem não é viciado deixo um link de um ótimo site adulto:

    http://adegadoshentais.blogspot.com.br/

  9. ESSE PESQUISADOR NÃO SABE DE NADA, O CARA QUE SE MASTURBA SE TORNA UM DERROTADO EM TODOS OS SENTIDOS.

  10. Forcas ruins atuam na minha mente no momento do desejo de praticar o ato solitario da masturbacao. Ela me causa vergonha e peso de consciencia, portanto sei que me faz mal, mas quando tento me afastar, novamente vem o desejo por mim mesmo e pelo prazer gratuito.
    Masturbacao é solidao e falta de ocupacao, preencham sua mente com trabalho e estudos, e preencham sua alma com Deus, esse e o melhor remedio.
    A religiao nos permite controlar o corpo e mente, nos ajuda no trabalho, nos relacionamentos e tambem no controle de nossos viciios

  11. masturbaçao causa impotencia SIM . Porque se masturbo um dia antes de ter relaçao com minha esposa, demoro pra ejacular e a vagina nao faz a mesma pressao que mao, ocorrendo o fim da ereçao apos uns 8 minutos.
    Ate os 37 anos nao tinha problema mas agora tem,porque na masturbaçao a gente tem fantasias sempre com pessoas diferentes ,ja no sexo real e muito mais dificil ,se for casado piorou.Agora imagine nao sentir a mesma preçao no penis e ter que fantasiar com uma mulher pouco interessada nao a ereçao que se mantenha, por isso se for jovem e casado nao se masturbe ,conversse com sua esposa (o) resolva o problema o quanto antes.Ja os solteiros evitem todo e qualquer vicio

  12. legal essas informações………….talvez eu pare mais só quando meu pau alcançar unz 28 cmkkkkkkkkkk
    valew a tntatva;;;;;

  13. Gostaria de ajuda, eu me masturbo e me sinto viciado, mais nao queria isso, mas é mais forte que eu, e meu penis, nao fica tão duro igual a tempos atraz, e sinto que é a masturbaçao que te causando isso, por favor me ajuda, quero ter uma familia e esse esta me preocupando.

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*
*

Termos mais buscados
    • Masturbaçao

    • Maleficios da masturbaçao
    • males da masturbaçao
    • masturbá
    • mastubaçao