Mau Hálito – Prevenção, sintomas e tratamento

Saiba como se prevenir e tratar o Mau Hálito

Mau Hálito  Mau Hálito   Prevenção, sintomas e tratamentoVocê sabia que 3 em cada 10 brasileiros têm Mau Hálito, já tiveram ou terão alterações significativas no odor que sai da boca. Para não sofrer com o problema, os especialistas recomendam: o diagnóstico mais eficaz é sempre o nariz do outro.

Muitas vezes, a halitose está relacionada à saburra lingual, que tem ligação com o fluxo salivar e a higiene da língua. A saburra lingual é uma massa, uma película sobre a língua formada de bactérias, restos de alimento, saliva e células de descamação da cavidade bucal. A explicação é que a saburra lingual leva à fermentação dos alimentos, liberando gases à base de enxofre, por exemplo, e ocasionando o mau cheiro. Geralmente, as pessoas limpam os dentes e a gengiva, mas esquecem de limpar a língua. Limpar a língua é tão importante quanto usar a escova e o fio dental. Uma língua limpa vai manter a boca mais livre de bactérias por mais tempo.

Daí a importância de se acrescentar um item pouco conhecido ao kit de higiene bucal, o limpador de língua. O instrumento serve para alcançar a base da língua que a escova não consegue porque causa ânsia de vômito. Ao lado da má higiene, a saburra lingual acontece quando a produção salivar está insuficiente. A saliva age como um funcionário de limpeza natural na faxina bucal combatendo os germes. A limitação do fluxo salivar tanto está vinculada a causas orgânicas como a hábitos de alimentação, medicamentos e ingestão de álcool.

Por que higienizar a língua?

O maior depósito de resíduos da boca, grande superfície e a anatomia papilar favorecem o acúmulo de saburra, que é  causa de mau hálito. O nariz humano percebe o hálito dos outros, mas a acomodação olfativa mascara o nosso próprio mau hálito.
A boa higiene, a boca limpa, hálito sempre agradável, colaboram para uma vida saudável, bem estar e bom convívio social. Pesquisas mostram a relação de doenças com microorganismos e bactérias presentes na boca. A higiene bucal completa, ajuda na prevenção por evitar a ingestão constante destes.

Quando devo higienizar a boca?

Ao acordar e antes de dormir; antes e depois das refeições; sempre que sentir vontade. Você é ser social, deve se sentir limpo e bem. O nosso mau hálito incomoda outras pessoas e torna difícil o convívio social. Hálito forte ao acordar é fisiológico, todos temos, pela leve hipoglicemia, redução do fluxo salivar e aumento da flora bacteriana anaeróbica proteolítica, com ação sobre restos epiteliais descamados da mucosa bucal e proteínas da saliva, que geram os CSV (compostos sulfurados voláteis) responsáveis pelo fedor da boca.

O que é saburra? 

Material viscoso esbranquiçado ou amarelado, que adere ao dorso da língua em maior proporção no terço posterior alterando a sua cor. Equivale à placa bacteriana. Os microorganismos anaeróbicos proteolíticos produzem componentes com fedor no final do metabolismo.

Por redução do fluxo salivar, a saliva fica mais viscosa, rica em mucina, facilitando a aderência de leve hipoglicemia, redução do fluxo salivar e  microorganismos, restos epiteliais e alimentares no dorso da língua. O stress, doenças, álcool, fumo, drogas, respiração bucal e o avançar da idade contribuem para diminuição do fluxo salivar.

Quais as causas do mau hálito e como controlar?

São várias as causas do mau hálito.

Causas fisiológicas: Mau hálito ao acordar aminoácidos com enxofre, alimentos fortes, saburra na língua.
Causas locais: Cáries, doenças periodontais, feridas cirúrgicas, infecções nas vias aéreas superiores.

Causas sistêmicas: Doenças crônicas, diabetes, hepatopatias, nefropatias, prisão de ventre, refluxos, etc.

Para todas as causas é fundamental a higiene bucal eficiente. Segundo Olinda Tazia, mais de 90% das halitoses tês a saburra na língua como determinante.

Tratamento eficaz

O plano de tratamento varia de paciente para paciente, de acordo com as causas que afetam o seu hálito.
Mas, antes de tudo, é necessário que o paciente se conscientize que grande parte do sucesso do tratamento depende dele, até porque, muitas vezes, será preciso intervir em hábitos como parar de fumar ou comer em horas certas, mudanças que nem sempre são bem aceitas.

Depois de definido o diagnóstico,o especialista começa o tratamento específico para cada caso. Os eventuais problemas odontológicos, como cáries e doenças periodontais, devem ser tratados o mais rápido possível. O paciente também precisa ser orientado quanto a maneira correta de higienizar seus dentes e toda a mucosa da boca. Além disso os especialistas dão uma atenção especial à limpeza da língua, com limpadores adequados para esse fim. Muitas vezes o dentista trabalha em conjunto com o médico, seja ele clínico geral, otorrinolaringologista ou gastroenterologista, profissionais de extrema importância para que se consiga o equilíbrio orgânico necessário e para que o tratamento tenha sucesso.

Depois de todas as orientações fornecidas e eventuais medicamentos receitados pelo especialista, o tratamento leva cerca de 60 dias, quando o paciente é reavaliado para saber se houve melhora das taxas de medição do odor bucal.

Medidas Preventivas

  • Alguns cuidados simples podem ajudar você a manter um hálito saudável por todo o tempo:
  • Faça pequenas refeições a cada três horas para não ficar de estômago vazio.
  • Evite alimentos que provocam o ressecamento bucal como os muito salgados, quentes ou condimentados.
  • Não exagere no consumo de alimentos com odor carregado ou contendo enxofre em sua composição, como alho, cebola, picles, repolho, couve, brócolis. Gorduras, frituras e bebidas como café, refrigerantes tipo “cola”, achocolatados, alimentos ricos em proteínas (carne vermelha, leite e derivados), entre outros, devem ser evitados.
  • Evite álcool e fumo em excesso.
  • Tome bastante água para a produção de saliva.
  • Realize higiene bucal adequada, incluindo limpeza da língua, seguindo as recomendações do seu dentista.
  • Visite o profissional a cada seis meses, prevenindo assim problemas dentários e gengivais.

Via – Revista Viva Saúde e Odontobloggers

loading...

Escreva aqui !