O que é o auxílio-doença ? Quem tem direito ? Como requerer ?

Atualizado por em Comentários 192  

Tire todas suas dúvidas sobre o Auxílio-Doença

O que é o auxílio-doença ? Quem tem direito ? Como requerer ?

Se você é trabalhador e contribui com a previdência social há pelo menos 12 meses e, por qualquer razão, adoeceu ou sofreu um acidente, mesmo que não tenha sido devido ao trabalho, e fique, por pelo menos 15 dias, impedido de trabalhar, você pode requerer o auxílio-doença.

O auxílio-doença garante que você vai receber seu salário quase integralmente durante o período que você necessitar para se recuperar. Uma vez requerido, os primeiros 15 dias serão pagos por seu empregador, enquanto os outros serão pagos pela Previdência Social.

Note, no entanto, que certas doenças, como cardiopatia grave, tuberculose e outras não necessita ter contribuído pelo período mínimo de 12 meses. No entanto, quem já tinha alguma doença incapacitante quando conseguiu se associou à Previdência, ou teve alguma complicação decorrente de doença pré-existente, não tem direito ao auxílio-doença.

Se a doença ou o acidente incapacitarem o empregado por mais de 6 meses, este perde o direito às férias.

auxilio doenca O que é o auxílio doença ? Quem tem direito ? Como requerer ?

Documentos necessários

auxílio doença O que é o auxílio doença ? Quem tem direito ? Como requerer ?Na data marcada para o atendimento, leve os seguintes documentos:
– Número de Identificação do Trabalhador (PIS/PASEP);
– Atestado Médico, Exames de Laboratório, Atestado de Internação Hospitalar, Atestados de Tratamento Ambulatorial, ou outro que comprove o tratamento médico;
– Documento de Identificação (Carteira de Identidade e/ou Carteira de Trabalho e Previdência Social);
– Cadastro de Pessoa Física /CPF.
– Dependendo do regime empregatício do paciente (se registrado, autônomo, avulso, empregado doméstico), o INSS poderá solicitar outros documentos. Informe-se pelo telefone 0800-78-01-91 sobre a necessidade de levar documentos adicionais.

Próximos passos

Após o atendimento do INSS, será marcada a perícia médica. Nessa perícia, o paciente poderá levar consigo seu médico.

Dessa perícia sairá o laudo médico oficial do INSS que poderá atestar a necessidade da concessão do benefício, ou não. Caso não haja o reconhecimento da necessidade do pagamento do auxílio-doença, o paciente poderá solicitar uma nova perícia médica que será feita em data a ser marcada ou entrar com recurso contra o laudo da perícia médica.

Esse segundo procedimento é mais demorado e mais burocrático, pelo que sugerimos, nesse caso, a marcação de nova perícia médica.
Caso seja deferida a concessão do benefício, os pacientes com câncer registrados em carteira terão direito ao benefício a partir do 16º dia de afastamento do trabalho. Do 1º dia do afastamento até o 15º, o pagamento do auxílio-doença será feito pelo empregador.

Para os pacientes que não forem registrados em carteira, o pagamento será retroativo a partir da data da incapacidade ou a partir da data de entrada do requerimento quando o benefício for solicitado após 30 dias do início da incapacidade.

Basicamente é isso. Para requerer seu auxílio-doença, clique aqui. Para maiores informações, é recomendado este artigo no NEV Cidadão e este no Guia Trabalhista do auxílio-doença.

Caso tenha mais dúvidas sobre o auxílio-doença , comente e procure um posto da previdência mais perto de sua casa.

www.inss.gov.br – 0800-78-01-91

Links Patrocinados
192
  1. descobri a 5 meses que tenho o virus hiv estou fazendo o tratamento mas os medicamentos me deixam com bambeza no corpo eu tenho direito ao auxilio doença? obrigado

  2. Fui assaltada e depois disso venho sentindo não gosto de sair de casa, como foi no trajeto pro trabalho, não consigo ir trabalhar sem lembrar do que aconteceu, mais estou só a nove meses no trabalho, se for diagnosticado ulgum tipo de depressão,vou ter direito ao benefício?

  3. minha filha tem 3 anos sofreu um acidente de carro,e quebrou a perna que agora ta engessada .sera que posso pedir o auxilio doença .e me afastar do trabalho para cuidar dela.

  4. Tenho sidrome do pânico e problemas de nervos e cardico. Contribuir durante um ano, e estou desempregado a 2 anos tenho direito ao auxilio doença? Pois não consigo trabalhar, pq passo mal fico com falta de ar e me tremendo.

  5. tenho depressão e sindrome do pânico, já faz uns 4 anos, será que consigo encostar?
    Pago Inss

  6. Estou com bronquite cronica.trabalho con carteira ass.5 anos de empresa.tenho 64 anos de idade.tenho direito auxilio doenca.sou fumante desde 13 anos.segundo o medico nao tem cura.

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*
*