Tudo sobre a Bronquite – Prevenção, sintomas e tratamentos

Atualizado por em Comentários 20  

Saiba tudo sobre a Bronquite, como Prevenir, seus sintomas e tratamentos recentes

Tudo sobre a Bronquite Prevenção, sintomas e tratamentos Tudo sobre a Bronquite Prevenção, sintomas e tratamentos

Sintomas da Bronquite

Lembra daquela gripe ou resfriado que você teve a pouco tempo, você se livrou dela e começou a sentir um desconforto no tórax seguido de muita tosse. Logo depois vem a  febre, calafrios e uma chieira no peito que nunca para!

Você pode estar com Bronquite Aguda!

A Bronquite consiste na inflamação das membranas mucosas que revestem ramos (brônquios) da árvore respiratória. Dependendo da duração e da gravidade da inflamação, a Bronquite pode ser classificada em Aguda ou Crônica.

E como sãos especificamente cada tipo de Bronquite?

A Bronquite aguda geralmente é causada por um agente infeccioso (como vírus ou bactérias) ou por poeira no ambite e outros como ex: cigarro. A bronquite aguda é comum no início de uma sinusite, de um resfriado ou outra infecção respiratória e pode durar de 3 dias a 3 semanas.

Bronquite crônica é definida como tosse contínua por três meses ou mais durante dois anos seguidos. A tosse é conseqüência da produção excessiva de muco nos brônquios. A bronquite crônica, se não tratada, pode levar ao enfisema, que é a destruição permanente do tecido pulmonar. Os principais sinais de bronquite crônica são tosse produtiva e falta de ar. A falta de ar ocorre inicialmente após grandes esforços físicos. Nos casos mais avançados, até mesmo pentear os cabelos já causa falta de ar.

Como indentificar os tipos de Bronquite?

Os sintomas da Bronquite aguda e crônica são os mesmos mudam somente a intensidade e duração delas:

  • chiado e peito cheio de catarro ou muco;
  • falta de ar;
  • tosse seca ou com catarro ou muco;
  • febre, por causa de infecção viral ou por bactéria no sistema respiratório;
  • falta de apetite;
  • fadiga;
  • mal – estar;
  • dores: na cabeça, garganta e no peito;

Existem fatores de risco?

Quem fuma ou pessoas que convivem  pessoas fumantes tendem a ter um maior risco para a Bronquite.

Outras coisas que podem aumentam o risco:

  • Individuo com Baixa resistência
  • Presença de refluxo gastro-esofágico
  • Exposição repetida a certos irritantes em casa ou no trabalho

 Quando devo procurar um  médico?

A maioria dos casos de Bronquite se resolve em alguns dias, sem necessidade de tratamentos específicos. Contudo, é recomendável que você procure seu médico com mais urgência caso:

  • A tosse seja tão intensa que esteja lhe impedindo de dormir.
  • A tosse atinja mais de 3 semanas de duração.
  • Você tenha febre de até 37,5ºC por mais de 3 dias consecutivos ou um episódio de febre acima de 38ºC. Neste caso, é bastante provável que a Bronquite esteja evoluindo para uma pneumonia.
  • Você possua problemas pulmonares ou cardíacos, incluindo asma, enfisema ou insuficiência cardíaca. Estes distúrbios aumentam seu risco para complicações da Bronquite.
  • As crises de Bronquite estejam se tornando freqüentes.

Como é tratada a Bronquite?

Tratamento Bronquite Tudo sobre a Bronquite Prevenção, sintomas e tratamentos

Os adultos podem tomar aspirina ou paracetamol para baixar a febre e aliviar o mal-estar, mas as crianças devem tomar somente paracetamol. Recomenda-se o repouso e a ingestão abundante de líquidos.

Os antibióticos administram-se a doentes com sintomas de bronquite produzidos por uma infecção bacteriana (no caso de uma expectoração com expectoração de cor amarela ou verde e febre alta) e a doentes que já sofrem de uma doença pulmonar. Os adultos podem tomar trimetoprim/sulfametoxazol, tetraciclina ou ampicilina.

Administra-se, com frequência, eritromicina quando se considera a possibilidade de uma pneumonia por Mycoplasma.

Nas crianças, a amoxicilina é o fármaco preferido habitualmente. Os antibióticos não são úteis em infecções víricas. Uma cultura da expectoração pode indicar a necessidade de outro tipo de antibiótico quando os sintomas forem persistentes ou recorrentes ou quando a bronquite for muito grave.

É possível prevenir a Bronquite?

Se você está sofrendo ataques repetidos de Bronquite, o problema pode estar no ambiente à sua volta. Locais úmidos e poluídos (especialmente por fumaça de cigarro) são propícios para o desenvolvimento de Bronquite.

As principais medidas que você pode tomar para reduzir seu risco e proteger seus pulmões da Bronquite incluem:

  • Não fume e evite se expor à fumaça do cigarro.
  • Limpe suas mãos com freqüência. Isto reduz o risco de pegar infecções virais.
  • Se possível, utilize máscaras protetoras em ambientes empoeirados, contaminados ou antes de lidar com substâncias irritantes.
  • Converse com seu médico sobre a possibilidade de você tomar anualmente uma vacina contra Gripe.
  • Pessoas com menos de 5 anos ou mais de 65 anos de idade, especialmente se portadoras de fatores de risco para bronquite complicada (p.ex.: asma, anemia falciforme, baixa imunidade, diabetes, doença cardíaca ou enfisema), podem tomar uma vacina anti-pneumocócica a cada 5 anos.
Via boasaude.uol.com.br e www.portalsaofrancisco.com.br
Tudo sobre a Bronquite – Prevenção, sintomas e tratamentos 5.00/5 (100.00%) 3 votos
  • bronquite
  • Tudo sobre bronquite
Links Patrocinados
20
  1. Eu estava muito desinformada sobre bronquite e asma, vocês ajudaram muito.

  2. Esse cite me ajudou bastante , alem do trabalho de escola também para min ficar informada sobre a bronquite.

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*
*