Tudo sobre Vulcão,vulcões | Trabalho de escola pronto

Tudo sobre Vulcão,vulcões! Porque existem vulcões? Estas e outras perguntas respondidas agora para sua pesquisa ou trabalho escolar

Tudo sobre Vulcão,vulcões!

O que é vulcão?

Vulcão: Estrutura supracrustal caracterizada pela efusão de material magmático (lava, cinzas, gases) derramado ou ejetado a partir de um conduto de forma cilíndrica na crosta (chaminé) junto a boca do qual se acumula, construindo um depósito com forma mais ou menos cônica, de complexidade variável que depende do tipo de vulcanismo, se mais ou menos explosivo.

Com magmatismo ácido a intermediário, mais viscoso e que dificulta o escoamento e a saída de gases, o vulcanismo tende a ser explosivo e piroclástico, do tipo peleano; fragmentos de rochas não vulcânicas existentes junto ao duto vulcânico podem, inclusive, ser ejetados junto com o material vulcânico no cone de ejeção.

Com magmatismo básico, mais fluido e com menos gases, o aparelho vulcânico tende a ser do tipo hawaiano ou de escudo, mais espraiado, e o magma que irrompe espalha-se por área mais extensa, formando um relevo mais suave e com altura relativamente baixa relativamente ao diâmetro.

Em um terceiro tipo intermediário, as condições de magmatismo intercalam fases mais explosivas e fases mais fluidas, dando origem a estrato vulcões.
Os vulcões podem ser ativos, dormentes ou extintos, os dois primeiros tendo câmara magmática em profundidade a partir da qual irrompe o magma através da chaminé sempre que tectonismo ou pressão do magma e gases associados forçar a saída da lava. Os extintos são aqueles que não tem mais magmatismo ou cujo magmatismo associado não seja mais significativo.

Porque no brasil não existe vulcões ativos?

No Brasil por enquanto não existe, mas na cidade de Nova Iguaçu-RJ existe um vulcão que não está em atividade (ativo), mas a qualquer momento ele pode entrar em atividade.

Porque ocorrem terremotos e vulcões?

Ao contrário do que se pensa, nem todos os sismos (terremotos) são causados pela movimentação das placas tectônicas. Ocorrem também em decorrência da transformação e mudança de densidade de minerais no subsolo, do deslocamento do magma vulcânico devido a variações de pressão (usado como indicador de erupção vulcânica) e do deslizamento de grandes fragmentos de rocha, principalmente devido à extração de minérios, água, gás e/ou combustíveis fósseis do subsolo.Os vulcões surgem quando magma, gases e outros materiais extremamente quentes escapam do núcleo ou do subsolo para a superfície devido principalmente ao aumento da pressão interna. O cone vulcânico é formado pelas rochas que dão passagem a esse material e pode “crescer” a cada erupção, com o acúmulo de magma resfriado (rocha magmática), cinzas e outros compostos, especialmente cristais de sílica.

Existem vulcões na América do sul? Porque da existência deles?

Vulcão

É bem difícil um continente não ter vulcões pois eles surgem do mar formando ilhas e pequenos países que em Era passadas formaram um só continente que devido as separações pelas placas tectônicas, principalmente na América do Sul onde teve um dos mais impiedoso vulcão, Nevado del Ruis, Colômbia.

Atualmente no Chile, um vulcão dado como extinto voltou com uma intensidade forte. No Brasil existe vulcões extintos, que pode ter o mesmo problema do Chile.

Porque o vulcão entra em erupção?

A erupção vulcânica é um fenômeno da natureza, geralmente associado à extravasação do magma de regiões profundas da Terra na superfície do planeta. As camadas de rochas formadas por erupções magmáticas são chamadas de “derrames”, pois a rocha se espalha e solidifica-se na superfície do globo. A lava arrefecida gera normalmente um ótimo solo para plantação.

Existem diferentes tipos de erupção vulcânica, diferindo na proporção e tipo de material expelido e na violência dessa expulsão.

A proporção de rochas, gases e lava que um vulcão emite determina o tipo de erupção. Os tipos de erupção recebem normalmente nomes relacionados com vulcões famosos onde se observou um comportamento vulcanológico característico. Alguns vulcões exibem somente um tipo de erupção durante um intervalo de atividade, enquanto que outros podem mostrar uma sequência de diferentes tipos.

As erupções vulcânicas podem ser divididas quanto à sua violência em explosivas e efusivas. As erupções explosivas são causadas pela acumulação de vapor e gases sob elevadas pressões, que são libertados de forma violenta. A interação de águas subterrâneas e magma leva à produção de vapor, que retido debaixo de camadas de rocha se acumula até atingir uma pressão suficientemente elevada para a destruir e libertar-se para a atmosfera. Gases que eventualmente estejam dissolvidos no magma em ascensão no vulcão, por acção da elevada pressão no seu interior, podem também expandir rapidamente após a explosão inicial de vapor, formando uma explosão secundária que é por vezes mais intensa que a primária e que pode formar um fluxo piroclástico. Em contraste, nas erupções efusivas existe uma libertação lenta de lava de baixa viscosidade e com reduzido conteúdo volátil, não existindo fenômenos explosivos associados a este tipo de erupção.

Tipos de Erupção

Fotografia: actividade vulcânica efusiva

Erupção Efusiva

Emissão lenta de lavas em forma de escoadas. Os magmas são essencialmente fluídos e os gases libertam-se suavemente. Cones em geral baixos e de vertentes suaves. O vulcão Mauma Loa é um exemplo deste tipo de erupção.

 

Fotografia: actividade vulcânica explosiva

Erupção explosiva

Projeção de grandes quantidades de materiais sólidos. Os magmas são viscosos e os gases libertam-se de forma violenta e em algumas situações formam-se nuvens ardentes. Cones de piroclastos, em geral altos e com vertentes íngremes. Por vezes ocorrem domas ou agulhas. O vulcão Monte de St. Helens nos EUA é um exemplo deste tipo de vulcanismo.

Fotografia: actividade vulcânica mista

Erupção Mista

Alternância de explosões violentas e emissão lenta de lavas. O cone tem camadas alternadas de piroclastos e lava solidificada. O vulcão Etna na Itália é um exemplo deste tipo de vulcanismo.

Por que não existe vulcões no Brasil?

O Brasil está no centro de uma grande placa tectônica, a Placa Sul-Americana, portanto, afastado dos limites dessa placa. O limite leste da Placa Sul-Americana está posicionado no fundo do oceano Atlântico, próximo da metade da distância entre o Brasil e a África, enquanto que o limite oeste fica junto ao litoral oeste da América Latina. O distanciamento dos limites da Placa Sul-Americana é o motivo porque não há vulcões atualmente no Brasil.

No território brasileiro há vestígios de diversos eventos vulcânicos, desde o Arqueano, passando pelo Proterozoico, pelo Cretáceo-Terciário até tempos mais recentes geologicamente. No nosso território está inclusive um dos maiores eventos vulcânicos da Terra, o vulcanismo mesozoico da Bacia do Paraná. A atividade vulcânica no continente cessou por volta dos 10 milhões de anos, mas nas ilhas oceânicas o vulcanismo se estendeu até tempos geológicos mais recentes, onde na Ilha de Trindade é ainda possível se observar claramente os restos de um edifício vulcânico extinto, o vulcão do Paredão.

Fontes de pesquisa:

Disciplina de Geologia da UFPE. Wikipedia e Answers.yahoo.com
Gostou da matéria Tudo sobre Vulcão,vulcões! Deixe seu comentário.
Links Patrocinados
Posts relacionados
352
  1. o melhor trabalho que já vii.os vulcoes sao daoras

  2. otimo ! parabens!

  3. Nossa meu trabalho e sobre isso ta a resposta todaa!!

  4. Ótimo trabalho parabéns…

  5. Ótimo trabalho

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*
*

Termos mais buscados
    • tudo sobre vulcoes

    • pesquisa sobre vulcões
    • tudo sobre os vulcões
    • tudo sobre vulcao
    • sobre vulcoes