Tutorial do comando chmod

Para mudar as permissões de um arquivo ou diretório do servidor, você tem que utilizar o comando chmod.

acess  Tutorial do comando chmodPara mudar as permissões de um arquivo ou diretório do servidor, você tem que utilizar o comando chmod.
Em geral, qualquer comando de linux ou unix tem uma ajuda, que você pode ver invocando ao comando, seguido com o parâmetro -help. Algo como isto:

chmod –help

Este comando em concreto tem várias sintaxes permitidas. Ente elas, por exemplo, pode utilizar:

chmod [opcoes] modo-em-octal arquivo

As opções podem ser indicadas ou não, segundo queiramos. Opções típicas são:

  • -R para que olhe também nos subdiretórios da rota.
  • – v para que mostre cada arquivo processado
  • – c é como -v, porém só avisa dos arquivos que modifica suas permissões

O modo em octal é um número em base 8 (octal) que especifica a permissão. Os números em octal se especificam começando o número por um 0. Por exemplo, 0777 indica todos as permissões possíveis para todos os tipos de usuário. 0666 indica que se dão permissões de leitura e escritura, porém não de execução. 0766 indica que se dão permissões de leitura e escritura, porém somente tem permissão de execução para os usuários que são donos do arquivo. 0755 indica permissões para leitura e execução, porém escritura só para o usuário que é o dono do arquivo.

Por exemplo:

chmod 0777 arquivo.txt
Atribui todas as permissões ao arquivo arquivo.txt

chmod 0666 *
Atribui permissões de leitura e escritura, não de execução a todos os arquivos e diretórios do diretório onde executamos o comando.

chmod -R 0644 *
Isto dá permissões a todos os arquivos e diretórios do diretório onde se invoca o comando e de todos os diretórios que estão pendurados nele. As permissões atribuídas são de leitura a todos os usuários, de escritura só ao dono do arquivo e de execução a ninguém.

Outro modo de trabalho com chmod

Logo também se podem atribuir permissões de outra maneira, utilizando outra possível sintaxe de chmod, que talvez resulte mais útil se não quisermos tratar com os valores em octal.

chmod [opcoes] modo[,modo]… arquivo

Para isso temos que ter claros os distintos grupos de usuários:

  • u: usuário dono do arquivo
  • g: grupo de usuários do dono do arquivo
  • o: todos os outros usuários
  • a: todos os tipos de usuário (dono, grupo e outros)

Também há que saber a letra que abrevia cada tipo de permissão:

  • r: se refere às permissões de leitura
  • w: se refere às permissões de escritura
  • x: se refere às permissões de execução

Exemplos

chmod o=rwx *
Atribui permissões de leitura, escritura e execução para os usuários “outros” a todos os arquivos da pasta.

chmod a=rwx arquivo.txt
Atribui todos as permissões a todos os usuários para o arquivo fichero.txt

chmod go= *
Tira todas as permissões para os usuários do grupo e os outros usuários.

chmod u=rwx,g=rw,o= *
Dá todos as permissões ao dono do arquivo, aos do grupo do dono lhe atribui permissões de leitura e escritura e aos outros usuários lhes tira todas as permissões.

Nota:um espaço depois da vírgula “,” nos distintos modos de permissões que se indiquem faz falhar o comando.

chmod a=r *
Dá permissões unicamente de leitura a todos os tipos de usuário.

De um modo parecido ao que acabamos de ver, também se podem adicionar ou tirar permissões com os operadores + e -. Para isso, se indica o tipo de usuário e a permissão que se resta ou adiciona. Algo como isto:

chmod a-wrx *
Isto tira todos as permissões a todos os tipos de usuário.

chmod a+r,gu+w *
Este comando atribui permissões de leitura a todos os usuários e permissões de escritura ao dono do arquivo e o grupo do dono.

chmod u=w,a+r *
Este comando atribui permissões de escritura ao usuário dono e adiciona a todos os usuários permissão de leitura.

Fonte : www.criarweb.com

loading...

Escreva aqui !