Bitcoin vai competir com ouro como “reserva de valor”

Goldman Sachs diz que bitcoin vai competir com ouro como “reserva de valor”

BITCOIN

O Bitcoin tirará participação de mercado do ouro em 2022 à medida que os ativos digitais se tornarem mais amplamente adotados, disse Zach Pandl, analista do Goldman Sachs, em nota de pesquisa para clientes.

Citando a capitalização de mercado de US$ 700 bilhões do bitcoin, em comparação com os cerca de US$ 2,6 trilhões em ouro detidos como investimento, o Goldman Sachs disse que a criptomoeda atualmente tem uma participação de 20% no mercado de “reserva de valor”.

BITCOIN
BITCOIN

O Bitcoin “provavelmente” se tornará uma proporção maior ao longo do tempo, disse o Goldman Sachs, em uma lista de previsões para 2022.

Em um cenário hipotético em que o bitcoin conquista 50% desse mercado, seu preço chegaria a pouco mais de US$ 100.000, disse a nota.

O Bitcoin estava sendo negociado em torno de US$ 46.073 na quarta-feira, tendo lutado para obter ganhos depois de cair acentuadamente no início de dezembro. Em novembro, atingiu uma alta histórica de US$ 69.000.

“O Bitcoin pode ter aplicações além de simplesmente uma “reserva de valor” – e os mercados de ativos digitais são muito maiores que o Bitcoin – mas achamos que comparar sua capitalização de mercado com o ouro pode ajudar a definir parâmetros em resultados plausíveis para os retornos do Bitcoin”, escreveu Pandl.

O termo “reserva de valor” geralmente descreve ativos que podem manter seu valor ao longo do tempo sem depreciação, como metais preciosos ou algumas moedas.

Goldman Sachs reiniciou sua mesa de negociação de criptomoedas em 2021.

Por favor avalie o conteúdo
0 / 5

Your page rank:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.