Polêmica – Namorar ou não uma mulher com filhos ?

Namorar ou não uma mulher com filhos ?

Polêmica - Namorar ou não uma mulher com filhos ?Neste assunto eu tenho boa experiência! Afinal namorei mulher com filhos de um relacionamento anterior durante bom tempo. E agora estou casado com ela.

Bem acontece né, você conhece aquela mina que tanto estava afim, começa a sair de uma hora pra outra já está envolvido. Isso tem sido muito comum principalmente depois dos 25 anos mas nem tudo é ruim neste tipo de relacionamento.

Vou elencar aqui o que eu percebi que atrapalha e o que é bom:

  1. A mina não irá querer outros filhos, logo você pode se prevenir disto sem medo de ser feliz. Se fizer uma vasectomia melhor ainda.
  2. A mina não vai demorar muito pra transar com você, afinal geralmente ela já estava na pegada antes e quer continuar a brincar.
  3. Se você gosta de criança, ótimo, isso é importante fazer amizade com os filhos ou filho dela afinal você ganha pontos com isso. Algumas crianças são simpáticas outras ciumentas e isso pode pegar.

Mulher e filhos

Pontos que complicam:

  1. Se não tiver ninguém pra tomar conta da criança não tem como sair com ela, se ela morar sozinha você pode ir pra lá…
  2. Tem que ver o relacionamento com o pai da criança, se ele dá assistência e tudo o mais. Se ele não der nada então eu acho muito arriscado você se envolver nisto.
  3. Dependendo da índole da mulher e do item 2 ela pode querer um novo pai pra criança, se você não tiver disposto tome cuidado com isto.
  4. A família dela pode ficar com medo de você engravidar a mina e em alguns lugares isso pode ficar ruim…
  5. Quando for conhecer os filhos ou filho dela tome cuidado pois algumas crianças ficam de marcação. Felizmente isso nunca aconteceu comigo por sorte…

MULHER-COM-FILHO

É um lance complicado às vezes, mas em cidades onde tem muita mãe solteira às vezes não dá pra evitar.

Gostaria de relatar minha experiência e alertar quem vive ou vai viver com uma mulher com filhos. No começo do relacionamento tudo são flores e você não se importa ou não vê o que irá enfrentar. A paixão esfria, vem a rotina e os defeitos começam a ser vistos de outra maneira.
– Se o filho não te aceitar, vai sempre buscar alternativas para te expulsar da vida da mãe.
– Sendo o pai dele presente ou não, uma vez ou outra irá se deparar com ele.
– Você irá olhar para os filhos dela e verá a figura paterna do pai, ou seja, o passado dela a sua frente.
– Você irá participar de brigas mãe x filho; e não poderá fazer nada, apenas ficar calado.
– Você não irá aceitar as manias do filho, foi educado de outra maneira e não poderá confrontar ele e nem a mãe.
– Você irá competir com o filho a atenção da mãe.
– Você sempre será o coadjuvante no relacionamento, a mãe sempre vai colocar o filho em primeiro lugar.
– Se o filho for de menor, em passeios e viagens a presença dele será maior.
– Você tem que gostar de crianças, se você gosta da mãe, tem que gostar dos filhos dela.
– Se a mulher não pode ter mais filhos, você irá assumir uma família que não é sua ciente que não poderá formar a do seu sangue.

A diferença é que mulher com filhos são mais maduras, não tem frescura e nem cobranças. Porém, além de lidar com a personalidade de sua parceira, irá lidar com seus filhos. Isso é válido também para homens que moram com os filhos. Cada um tem a opção de escolha, resta saber se é isso mesmo que você quer!

O QUE DE FATO É FATO.

A melhor fase de uma mulher para um homem é quando ela é solteira! Isso é um fato.

Nunca se relacione com uma pessoa quando os problemas dela forem maiores do que os seus! Isso é um fato!

Namorar mulher com filho é antes de tudo estar pronto para administrar problemas e conflitos. Isso é fato!

Mulheres separadas e com filhos tem e devem pensar em suas vidas profissionais/financeiras em primeiro plano. Isso é fato!

A ideia de filhos dos outros não agrada nem a homens e nem a mulheres! Isso é fato!

Filhos é a primeira opção de uma mulher separada e sempre será! O parceiro é apenas um complemento de segunda ordem que ela precisa. Isso é fato!

OS FILHOS NÃO TEM AS MÃES COMO PRIMEIRO PLANO OU OPÇÃO! ELES PERTENCEM AO MUNDO, VÃO TER VIDAS PRÓPRIAS E EM MUITOS CASOS, NÃO VÃO AMPARAR AS MÃES COMO ELAS QUEREM OU ESPERAM! FILHOS NÃO SÃO NOSSOS, SÃO EMPRESTADOS! ISSO É FATO!

Relacionamentos sérios devem começar sempre a dois e nunca a três! Isso é fato.

Não querer se relacionar de forma seria com uma mulher que tem filhos não é pré conceito, nem imaturidade, nem infantilidade, nem achismo e nem tão pouco machismo. É apenas uma questão de opção. Isso é fato.

Namorar requer responsabilidades, direitos e deveres mútuos. Mulher com filho requer muito mais que isso e isso assusta e desencoraja qualquer um. Isso é fato.

Conte-nos sua experiência sobre Namorar ou não uma mulher com filhos!

Por favor avalie o conteúdo
0 / 5

Your page rank:

117 Comentários

  • Caiam fora mulher com filho só qr um pai pro filho ,a mae só vai querer q vc sustente esperma alheio , caia fora , mulher com filho só é valido pra que ja tem , quem quer ter a experiencia do 1 filho obviamente vai querer ter com quem nunca teve ….portanto caiam fora de sustentar esperma alheio!!!

  • tenho 35 e ela 22 com filho de 4 anos. Ela e fantastica, tudo como eu sempre quiz, fiel, respeitosa, bonita, companheira, um furacão na cama, mas… o Filho e terrivel, destroi tudo, consome tudo da geladeira e nem come, so estraga mesmo… ela ate deixa eu corrigir “cômodo” mas o menino nao obedece e faz pior, ta sempre me provocando. ninguém cuida do azarado, ninguem quer saber no menino, pra aliviar minha cociencia, pois ja estava achando que era eu o problema. agora esta assim, ou fico com ela e o pacotinho, ou nosso relcionamento nunca podera ser mais forte. amo essa guria, nem sei como ficaria sem ela, mas o pacotinho….

    • Concordo com você! A melhor fase de uma mulher é quando ela é solteira. Não presta nem noiva e nem casada.

  • Estou com uma mulher a 2 anos e 2 meses e quando eu a conheci ela tinha uns 6 anos de separação, desse relacionamento ela teve um filho que hoje tem 10 anos. O pai dele dá um mísera pensão de no máximo 250,00 e todo final de semana vai pegar o filho pra passar o final de semana com ele. O menino não me faz raiva, mas também não morre de amores por mim as vezes me trata como se não tivesse ninguém na frente dele, só que a minha esposa cria a irmã mais nova desde os 11 anos de idade (hoje ela tem 18 anos) ou seja ela tem o filho biológico e a irmã mais nova que trata como filha. E pra o meu desespero minha esposa não consegue engravidar e eu sou louco pra ser pai, ela tem 32 anos e eu 30 anos. Eu quando entrei nesse relacionamento sabia do filho dela e da irmã e aceitei numa boa, no começo era um mar de rosas, mas depois comecei a enxergar que a coisa não era tão boa assim. Eu tento gostar do filho dela, mas ele não me dá muito valor e muitas vezes nem fala comigo, o pai dele dá só a mísera pensão de 250,00 e não é tão carinhoso assim com ele, mas mesmo assim o muleque morre de amores pelo sacana. Confesso que morro de raiva quando o sujeito aparece no condominio pra pegar o garoto, me sinto como se ele estivesse invadindo a minha vida, tento me controlar mas geralmente não consigo. Como disse, sou louco pra ser pai mas minha esposa tomou pílulas durante 10 anos ininterruptos e o ginecologista a alertou que seria muito dificil dela engravidar novamente, chorei pra caramba e passei na cara dela algumas situações e a chamei de egoísta por ter pensado somente nela nesse período que ela tomou anticoncepcionais sem nem ao menos cogitar a possibilidade de se relacionar novamente com uma pessoa e desse relacionamento gerar um novo filho. E pra terminar… moramos em um apartamento pequeno, minha esposa comprou um cachorro (eu fui o único que não queria) e colocou dentro de casa, odeio cachorro dentro de AP, penso que cachorro é pra ter espaço pra correr, brincar … e apartamento não é o local ideal pra se criar esse tipo de animal. Pois bem, o cachorro começou a defecar, urinar dentro de casa e tivemos muitas brigas por conta disso até ele aprender a fazer no local certo, minha vida que já não estava muito boa, virou um inferno. Estou pensando em me separar, mas eu gosto muito dela, mas eu acho que a razão tem que sobrepor aos sentimentos.

    • Olha, sinceramente, é melhor se separarem. Este relacionamento vai afetar em cheio tua auto-estima.
      O espaço de manobra que ela tem para mudar a situação e te deixar se sentindo melhor é bem reduzido. Ela não tem como te dar prioridade, nem acabar com as visitas do ex para pegar o filho (que são justas).
      Separar-se não é trivial, mas te digo uma coisa, os bons tempos da relação, a saudade que dá quando neles se pensa, e que acaba nos travando de tomar uma decisão, não voltam. São apenas lembranças. Não vale a pena deixar de viver uma experiência melhor, sozinho ou acompanhado, por conta de momentos bons que já se foram.

  • Estou namorando uma mulher com filho a dois meses, o filho dela é mimado, toda vez que vou na casa dela ela fala alguma coisa pra me chatear, tenho 33 anos e não tenho filhos, ela 37 e é muito carinhosa e atenciosa, mostra que gosta muito de mim, mas o filho de nove anos um mala sem alça, me irrito com ele toda vez que vou na casa dela. Ela é independente e recebe pensão do pai do filho dela que mora longe, mas de vez em quando sempre enche o saco dela. O filho dela, quando estou falando no celular com ela entra no meio da conversa e grita no fundo quando eu ela estamos conversando e morre de ciumes de mim e fala para mãe dele que ela tem filho e dar mais atenção a ele. Será que ele acostuma? Será que minha vida vai ser um inferno? O menino é mimado, isso sei, mas tem cura? Será que o homem solteiro que queria ter um filho com a pessoa que ama merece isso, qual as suas opiniões?

    • Estou namorando uma moça de 21 anos que já tem filho e por enquanto só tenho tido aborrecimentos… primeiro que o filho dela só tem 3 anos e já é capaz de provocar brigas entre eu e ela. o menino é extremamente ciumento e apegado a mãe, para se ter um idéia, até quando ela vai ao banheiro ele quer ir junto, e o pior que ela mesmo permite isso. o garoto é muito ativo e arteiro, e quando tento chamar a atenção dele logo sou repreendido por ela, ela sempre acha que estou exagerando, quando na verdade só chamo verbalmente a atenção dele. ela chegou a sugerir que eu estava de implicancia com ele, quando na verdade ela mima e superprotege o menino… aff estou vivendo num mudo no qual não tenho o meu espaço… me arrependo de ter engrenado nessa relação, pois tenho que ver e aceitar certas coisas por eu não ser o pai dele… fora o fato de ela lembrar o tempo todo do ex marido… eu já não aguento mais isso, tento de todas as formas compreender e aceitar mas não consigo… amo ela demais, nós dois quando estamos a sós nos damos super bem, mas quando o filho dela chega, o mundo gira em torno dele, as vontades dele são absolutas e ai de mim achar isso ruim … quer um exemplo? um dia desses ela permitiu que ele brincasse com o saca-rolhas onde ele se divertia perfurando o sofá… fui chamar a atenção e fui neutralizado com um: “ai que que tem ele brincar com isso? o sofá já está velho mesmo…” fervi de raiva nesse dia e tive que dar uma saida… comigo esse tipo de relação não vai mt bem não, mas não sei o que fazer pois ela está grávida de 4 meses da minha filha…

    • Felipe: Quem namora mulher com filho, tem que está pronto para administrar problemas e conflitos e isso ninguém quer! Na certa é dor de cabeça;

    • Cai fora! Você não tem que agüentar aquilo pelo qual não é responsável. Se tiveres que agüentar um a criança mimada e irritante, pelo menos que seja tua.

    • Homem com h: Sua namorada tem o dever moral de respeitar você. Ela tem e deve falar com o filho dela a respeito desse comportamento do menino. Se ela não o fizer, deixe-a! “Nunca se relacione com alguém que tem problemas maiores do que o seu”. Essa é uma boa dica.

  • Sou uma mulher que tem duas filhas, penso o seguinte, pq eu não posso refazer minha vida se o pai delas pode? pq eu tenho duas crianças que Deus me deu com saude , eu as amo, mas esse mundo é sim MUITO PRECONCEITUOSO então vc não dá certo em um relacionamento e outros homens não podem gostar de vc e até casar pq vc tem filhos?
    filhos não é doença e lendo esses depoimentos fiquei com nojo desses homens , deviam admirar a mulher pq ela não abandonou o filho como a maioria dos PAIS fazem , PQ É FACIL julgar as mulheres com filhos, agora esses malditos pais que abandonam a mulher muitas vezes gravidas podem ter chance de refazer a vida e elas não?
    no meu caso ainda crio elas sozinha só com meu dinheiro e com muita luta , to conseguindo minhas coisas tenho meu carro minha casa tudo luta minha, não preciso de homem financeiramente e sim de amor de verdade, amor de verdade suporta tudo, quem falou esses absurdos acima é pq não sabem amar, CRIANÇA NÃO É DOENÇA, mesmo assim até pessoas com AIDS conseguem namorar com pessoas que não tem , sabe pq?
    PQ TEM DEUS NO CORAÇÃO E SABEM O VALOR DO AMOR , bando de preconceituosos

    • Saiba escolher o parceiro, e não terás que reclamar das injustiças do mundo amanhã.
      Teve filho com um babaca, irresponsável ou cafa ? E tua parte da culpa nisso ?
      Filhos não são doenças. Concordo. Podem até ser tua felicidade. Mas será a do outro ? Não sejas egoísta. Os homens não são bons só porque preenchem tuas expectativas.

    • Cara Aline: Não se trata de pre conceito, imaturidade, infantilidade ou achismo. Relacionamento a dois já é complicado, você imagina a três, a quatro e a cinco? Relacionamento a princípio deve ser a dois. Tudo é na verdade uma questão de opção e nada mais que isso. As solteiras são campos novos, menos complicados e mais férteis para os homens fazer ou escrever as sua própria história, ao invés de continuar a dos outros. Não é ser covarde, mas, o excesso de responsabilidade que o novo postulante vai encontrar é mais que um desafio e isso desestimula qualquer um! É algo semelhante a entrar em uma guerra sem nem um tipo de arma para se defender. É complicado sim. Infelizmente.

    • Oi Aline,
      Concordo plenamente com você, tenho 18 anos e meu pai foi embora quando eu tinha 5, ele nunca nos procurou para saber se eu precisava de algo ou simplesmente para saber se eu estava bem.
      Minha mãe se casou novamente quando eu tinha 8 anos e no ano seguinte ganhei um lindo irmão, sendo a pessoa que eu mais amo no mundo, mesmo não sendo filho do meu pai.
      Eu nunca fui uma criança implicante, nunca dei trabalho algum pro relacionamento novo da minha mãe, apesar de que ela infelizmente dava prioridade para o meu padrasto em 90% das situações, isso sempre me chateava, na verdade eu acabei me isolando dos 11 anos até os 16 toda vez que eu estava dentro de casa, embora consegui sozinho meu primeiro emprego aos 12 e quando estava fora de casa, me sentia muito feliz.
      Acredito que minha mãe via em mim a figura do meu pai, pois o mesmo a espancou na minha frente quando foi embora, e isso com toda certeza gerou um certo trauma nela, e de certa forma em mim tbm.

      Resumindo, eu aprendi a me criar basicamente sozinho, tenho um ótimo salário e hj sou o homem da casa, minha mãe tem 42, está solteira, e eu sou a principal figura masculina do meu irmão, que sofreu muito com a separação da minha mãe com meu ex-padrasto, que por sinal é um cara muito gente boa, embora tenha traído ela diversas vezes.

      Então a dica que eu tenho para vocês, não sejam machistas, toda mulher tem o direito de ser feliz e de construir uma nova vida! E não vejam o "pacotinho" como algo ruim, você não faz ideia dos problemas futuros que essa criança pode vir a enfrentar, e ele precisa sim dos cuidados prioritários da mãe, pois se algum dia por qualquer motivo que seja você for embora, quem vai continuar com ela é o "pacotinho".

      Para as mulheres nesse caso, saibam EDUCAR, ninguém merece um pestinha, ou uma mulher que não de atenção ao homem, e não se trata de quem é o numero 1 ou 2, se trata de saber dar valor para as pessoas que te amam e conciliar tempo para ambas.

      Obs. Eu namorei por três meses uma mulher de 22 anos que tinha um filho de pouco mais de um ano, e como mãe de primeira viagem, se preocupava excessivamente com o garoto, e toda vez que estávamos os três juntos, acontecia algo que nos fazia brigar, mesmo eu o tratando super bem, levava a passeios quase todo final de semana, buscava o garoto em outra cidade, levava embora, levava em festas de família, basicamente fui 10 vezes mais atencioso que o próprio pai, com ela eu era muito atencioso, relação sexual ativíssima, mas ela sempre dava um jeito de emburrar a cara. Então terminei o relacionamento sem dó, ela me procurou algumas vezes após isso, mas sem chance, ninguém merece mulher chata, e nesse caso a criança não foi o problema.

    • Meu deus, parei no tempo, escrevi que tenho 18 anos kkkkkkkkkkkkkkk, eu já tenho 20 meu deus!

  • Tá certo q amor acima d tudo, mas ter que olhar todo dia p filhos q outro homem fez em sua mulher E FODA…ter q escutar eles falando o nome do pai,o cara na porta, ligando o tempo todo,!!!não adianta homem e homem,e jamais aceita de boa isso…

  • Tenho 19 anos e tenho um bebê de 2 anos de idade, fiquei 2 anos sem ficar com outra pessoa e agora estou namorando um cara de 30 há quatro meses, ele é meu segundo namorado…porém ele nunca quis ver meu filho, ele sempre pergunta e tals, mas nada de querer conhece-lo…Hoje ele me disse que não quer responsabilidade para a vida dele, e disse que o aceita mas sem cobrança alguma…estou pensando se termino ou continuo, ja tentei terminar e ele não aceitou, eu o amo muito mesmo, mas eu não abro mão do meu filho por nada. O pai do meu filho não tem contato comigo e meu filho, ele ajuda financeiramente mas não é presente por morar em outro estado…aff não sei o que fazer, to com a mente a milhão…:'(

    • Anne: O maior problema das mulheres é dá tempo em demasia ou em excesso para os filhos. Esse fator se ainda não destruiu o seu relacionamento vai destruir logo, logo! Deixe ele a vontade. Ele jamais sera o pai do seu filho! Se ele for esperto e inteligente, ele sera talvez, o melhor amigo do seu filho e assim, acredite, já está de bom tamanho. Sua sorte é que você ainda tem um namorado. Parabéns! Poucas ou quase nenhuma tem.

  • Não há como negar que é sim muito difícil se relacionar de forma seria com uma mulher que tenha filhos de outro relacionamento. Os que tentaram, não duraram nessa tentativa. É sim muito difícil! Ninguém quer entrar em um relacionamento onde problemas e conflitos serão o campo para se desenvolver esses relacionamentos. Para ser mais resumido e prático, abaixo os enumero alguns dos motivos mais comuns que existem em se relacionar com mulheres que tem filhos de outro relacionamento:

    1 – Indisponibilidade de tempo. Os filhos dela sempre estarão em primeiro lugar em tudo na vida dela.
    2 – Rejeição por parte dos filhos.
    3 – Gastos bem mais elevados e responsabilidades dobradas.
    4 – Relacionamento com o ex dela. Se estiver mesmo bem resolvido pode ser um problema a menos.
    5 – Rejeição por parte da família dela e dos amigos antigos dela.
    6 – Falta de identificação paternal com os filhos dela.
    7 – Situações de extrema meticulosidade na hora de educar os filhos que não são dele e como lhe dar com os problemas do dia a dia deles sem poder agir como deveria.
    8 – Se ela não trabalhar a coisa fica totalmente inviável. Melhor parar por ai e nem tentar.
    9 – Falta de privacidade ao casal.
    entre outros…

    Se já é difícil cuidarmos dos nossos próprios filhos, imaginem vocês cuidar dos filhos alheios com as responsabilidades de um pai sem nunca poder ser isso e ter que agir como se fosse um. Não se trata de descriminação ou pre conceito é que o campo amoroso fica muito pequeno e dividido, faltando o tempo para os dois que se espera.. Lembrem se sempre: mulher divorciada, separada, deixada, largada que tenha filho ou filhos, sempre serão pessoas a se re pensar as coisas antes de se envolver. A melhor mulher para se envolver de verdade são as solteiras, independentes financeiramente, carinhosas, fiéis, companheiras para todas as horas. E o mais importante nisso tudo. A melhor fase que uma mulher pode propiciar à um homem é quando ela é nova, solteira, sem filhos e independente financeiramente. A fase do namoro nesta condições acima é e sempre sera a melhor fase que uma mulher pode oferecer à um homem!

  • Bem to namorando um ano ja com ela… Gostei dela mas a situaçao de ter uma filha sempre me encomodava… N gostava de sair com ela junto com a filha por ser uma criança muito mimada e abandonada pelo pai… Isso me encomoda mais acabei “aceitando” mas isso sempre me encomodava e agora nasceu meu filho antes da relaçao com ela e ela q sempre reclamo por n assumir a filha dela em publico agora reclama do meu pq ele vem com a mae dele em casa ja q eh de colo… N sei pq estou escrevendo aki axo q to so desabafando mesmo mais o q eu aprendi q relaçao com filhos eh complicado de vdd… E a minha acabo q nao deu certo… Valeu

    • Bem, pelo que você contou, você está vivendo o pior de se relacionar com uma mulher que tem filho(s). Você não é o pai da menina. Por melhor que ela fosse, o que parece não ser o caso, ela tem pai. A cobrança para que você assuma a figura paterna junto a ela não cabe a meu ver.
      Por outro lado, você tem seu próprio filho, mas aí, sua namorada (esposa) coloca problemas quanto a ele. Se permite dizer, situação muito comum. A mulher deseja que o homem assuma seu filho(a) em lugar do filho dele.
      Acho que você deve avaliar rápido se esta situação te interessa.
      Namorar mulher com filho, cada um na sua casa, até acho possível e pode ser prazeiroso. Agora, morar juntos…never! Por mais inteligente, companheira, carinhosa que seja a mulher, não vale a pena (na minha humilde opinião). Você sempre será o pai do filho(a) dela quando for para levar ou trazer do colégio, dar o bom exemplo (que muitas vezes o pai verdadeiro não dá), ficar em casa com ela e a criança porque ela não pode sair naquele dia, etc. Experimente, entretanto, chamar a atenção da criança quando ela faz algo errado. Vou te dizer o que acontece: no mínimo a mãe dela vai te olhar silenciosa com olhares de desaprovação (você não é o pai, pô!). Sei porque já namorei (namorei) duas mulheres com filhos. Na hora que quiseram morar comigo, desisti. Não dá. Muita força e pense bem. Só você saberá avaliar se sua namorada (esposa) vale estes incômodos.

  • Eu passei por isso tbm, mesmo que você goste da pessoa, com o passar do tempo incomoda um pouco.

  • eu namorei e vivi com uma pessoa que tinha uma filha de 6 seis meses por três,dai tivemos um filho.com o passar do tempo as coisas ficaram ruim entre a gente.muita cobrança por ter assumido uma criança que não era minha.hoje dou a pensão de duas crianças e sou zombado por ela e ela diz que vai proibir a criança de me chamar de pai.nem sempre é bom assumir o papel do pai biológico.então pense bem acerca da responsabilidade que esta assumindo…

    • kkkkkkkkkkkkkkkkkk vou fazer isso mesmo, quase entrei numa dessa.. maldito coração!

  • eu casei com uma mulher de 39 anos que tem 17 filhos, casei com ela gravida a sensaçaum e boa e prazerosa, brinco com os mulekes de vez enquando ai eu paro quando o mais velho me derruba, troco fraldas de valinauva e jecijam, trabalho na feira as vezes meus amigos fica dizendo que minha mulher ta no brega, mas ela e garconete nesse brega nao bar da madrugada gosto muito dela nao me arrependo de ter casado com ela

    te amo rosenildeeeeesss

  • Eu Namoro uma Mulher que tem filhos.
    Estou amando.
    Uma Experiência Linda.
    Os filhos dela me amam como eu Amo Eles.
    De tudo que fortalece é o Amor.
    Eu admiro ela com Mulher e Mãe.
    Eu Amo Muito

    • Bom,
      eu sou a namorada do Ricardo e, estou do outro lado.
      eu sou a “namorada que tem filhos”.
      graças a Deus, bem ou mal eu mantenho meus filhos mas, se eu precisar de uma ajuda “extra” com certeza não vem dele.
      Não neste momento.
      Por enquanto, estamos namorando mas, o Ricardo tem a intenção de casar e, então neste caso eu acredito que talvez algumas contas da casa acabarão sendo em comum.
      mas, no geral, acredito que a experiência esteja sendo boa para ambas as partes…e, como o Ricardo mesmo disse: eles todos se dão super bem!

    • Casar já não vale muito a pena…Ainda mais casar com uma família inteira…Amor só de mãe…o resto é gostarrrrrr

  • Namorei uma mulher com filhos por dois anos, achei que seria uma vantagem pois também tenho filhos e posso afirmar com certeza que para as coisas derem certo os dois devem estar bem sintonizados com os objetivos do casal, papéis e responsábilidades para que o relacionamento de certo.
    No meu caso infelizmente não deu certo devido a esta falta de definição, me senti sempre cobrado pelas responsábilidades mantenedoras dos filhos dela, e realmente existia esta necessidade sendo que o pai não ajudava com o suficiente para mante-los, porém não tinha nenhuma autoridade sobre as crianças e de tira colo era obrigado a suportar as mancadas que o pai das crianças fazia, não era facil eu ver a mulher que eu amava chorando por causa de mancada de ex – marido, além disso, nada do que eu fiz valeu a pena no final. A dica que eu deixo é a seguinte:
    Se a mulher tem filhos e ela não consegue mante-los fique atento.
    Não assuma uma responsábilidade que não seja sua, se realmente ama a mulher e ela não tem condição de assumir os filhos, casa-se com ela e adote as crianças, assumindo toda a familia como um todo.
    Caso o pai da criança seja presente e aatenda as necessidades das crianças, não atrapalhe o convivio dele com os filhos, mas exija respeito da mulher, afinal ela esta com você e não pode ficar encontrando o cara o tempo todo, exija que as coisas sejam definidas formalmente.
    Caso a mulher não tenha condições de manter as crianças, prefere ficar de bate papo com o ex-marido pedindo ajuda em vez de formalizar e regrar o relacionamento entre eles, caia fora o mais rápido possivel, para não se machucar emocionalmente e se prejudicar financeiramente, pois estara suprindo a necessidade de uma familia que não lhe pertence e se sentira descartável. Pode ter certeza que no primeiro obstáculo que encontrar ela lhe dará as costas.
    As crianças dificilmente serão um problema se a mãe delas lhe amar e lhe der o devido respeito, pois crianças são puras, diferentes dos adultos.
    Fica a dica por experiência própia.

  • Estou num relacionamento com uma moça que tem uma filha e vou contar que é muito complicado, pois vc sempre é a segunda opção, a filha vem sempre em primeiro lugar. Isso sem contar a falta de tempo e oportunidade para ficar juntos. Não tenho problemas de relacionamento com a criança o principal é que vc sempre vai ficar carente.

    • Olha, fique namorando (cada um na sua casa) até quando você ou ela resolverem que deu (acabou). Morar junto com mulher com filho(a) mesmo que ela seja companheira, inteligente e carinhosa é fria. Você já sabe: a primeira atenção, cuidado é para com o filho(a) dela. E assim sempre será.
      Quando você sentir, em um dia qualquer, que encheu o saco delas, ou que prefere ficar conversando com amigos em casa vendo o jogo do seu time, ou que simplesmente quer ficar sozinho. Vá para sua casa. Nada pior do que brigar ou estar de saco cheio e ter que agüentar os inimigo dentro de casa.

  • Exatamente hoje minha namorada com filho pequeno quis terminar, não tinhamos espaço pra namorar, era sempre o filho atrapalhando infelizmente… Fica o aprendizado, nao vou mais namorar mulher com filho… é zica!

Deixe um comentário

6 Compart.
WhatsApp
Compartilhar
Pin6
Twittar